2 eventos ao vivo
Logo do Grêmio
Foto: Edu Andrade/Fatopress / Gazeta Press

Grêmio

"Lutei até onde foi possível", revela Maicon sobre cirurgia

31 ago 2017
16h04
atualizado às 16h04
  • separator
  • comentários

Após o médico do Grêmio, Márcio Bolzoni, afirmar em entrevista coletiva que o volante Maicon terá que passar por um procedimento cirúrgico no tendão de aquiles, o jogador, através de sua conta pessoal no Instagram, agradeceu o apoio que recebeu dos torcedores gremistas e destacou que fez o possível para não precisar fazer a cirurgia.

Na publicação, Maicon postou uma foto erguendo a taça da Copa do Brasil conquistada em 2016 com o seguinte texto:

"Queria agradecer todas as mensagens de carinho e incentivo que estou recebendo, estou muito triste em não poder estar dentro de campo com meus companheiros ajudando. Lutei até onde foi possível, aguentei a dor e fiz diversos tratamentos para tentar minimizar, mas em conjunto com o departamento médico decidimos fazer a cirurgia para poder voltar 100%. Estarei torcendo para que possamos conquistar mais um título. Obrigado a todos, essa força que estou recebendo me motiva para voltar ainda mais forte."

O companheiro de posição, Michel, falou sobre a perda do jogador para o restante da temporada e ressaltou a liderança de Maicon dentro e fora dos gramados. "O Maicon é nosso líder. A gente sabe da qualidade dele. Toda vez que jogou, ele ajudou a nossa equipe. A gente perde muito dentro de campo, mas o Maicon continua aqui. Ele é o líder dentro do vestiário, não muda nada", afirmou.

"Independente se ele for fazer a cirurgia ou não, acho que a liderança dele não vai mudar. Tanto que nos jogos que não vinha jogando, ele vinha sendo o líder no banco de reservas, antes do jogo, dentro do vestiário, no intervalo. A perda é grande pela qualidade, mas é erguer a cabeça e seguir o trabalho", continuou.

Maicon teve constatada uma tendinite crônica no tendão de aquiles do pé esquerdo. Em 2017, o jogador defendeu o Grêmio em 20 partidas (11 jogos pelo Campeonato Brasileiro, 7 jogos pelo Campeonato Gaúcho e 2 jogos pela Libertadores). Com o volante na equipe, o Tricolor venceu 13, empatou seis e perdeu apenas um duelo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade