PUBLICIDADE

Santos entregou jogo do 7 x 1 ao Corinthians , diz ex-juiz

17 nov 2021 17h55
| atualizado às 19h07
ver comentários
Publicidade

O ex-árbitro Evandro Roman, atual deputado federal, deu uma declaração polêmica sobre o 7 a 1 do Corinthians sobre o Santos em 2005. Durante sessão na Comissão de Educação da Câmara nesta quarta-feira, o responsável por apitar o clássico afirmou que a goleada aconteceu por conta de "um conluio" de alguns atletas do time praiano para promover a queda do então técnico Nelsinho Baptista.

Tevez marcou um dos gols da vitória corintiana
Tevez marcou um dos gols da vitória corintiana
Foto: Djalma Vassão / Gazeta Press

"Em um jogo que tive a oportunidade de ser árbitro, no dia 6 de novembro de 2005, ocorreu um 7 a 1 do Corinthians contra o Santos. Nesse jogo, liderado por um dos jogadores do Santos, houve um conluio, não com todos, para derrubar o treinador, que na época era o Nelsinho Baptista", declarou Evandro.

"Eles iam perder um jogo no interior de São Paulo? Não, eles tinham que perder o jogo para o maior rival, que era o Corinthians naquele momento. E entregaram, perderam de 7 a 1. Então quero dizer que, neste momento, me parece que o senhor Danilo Ribeiro (presidente) do Inep, está sendo o 'boi de piranha' como foi também na época o senhor Nelsinho Baptista, para derrubá-lo como treinador", acrescentou o ex-árbitro ao fazer referência às saídas de 37 servidores do Inep.

A partida foi realizada no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro de 2005. O Santos entrou em campo com: Saulo; Paulo César, Halisson (Wendell), Rogério e Kleber; Fabinho (Matheus), Heleno, Ricardinho e Giovanni; Geílson e Luizão (Basílio).

Os gols da vitória do Corinthians foram marcados por Tévez (três vezes), Nilmar (duas vezes), Rosinei e Marcelo Mattos. Geílson fez o gol de honra do Peixe.

Nelsinho Baptista não foi demitido após a goleada. Ele deixou o comando da equipe apenas duas semanas depois, após derrota do Santos para o Brasiliense por 1 a 0.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade