0

Sampaoli espera reforços 'prometidos' e indica saídas de Derlis e Sasha

Treinador também aproveitou para garantir que Vanderlei será o titular do time

18 jan 2019
14h23
atualizado às 14h23
  • separator
  • 0
  • comentários

O técnico Jorge Sampaoli voltou a comentar sobre a expectativa de reforços no Santos. Diante da perda de Gabriel e da iminente saída de Rodrygo para o Real Madrid, o novo comandante alvinegro admitiu que espera que a diretoria cumpra a promessa de novas contratações, principalmente para o setor ofensivo. Até o momento, o clube anunciou somente o meia Yeferson Soteldo e acertou com o zagueiro Felipe Aguilar.

"A equipe que terminou em décimo no Brasileirão do ano passado, sabendo que perderia jogadores, que teria um treinador com novo estilo, deveria lhe fornecer novos atletas. Falamos disso com os dirigentes, tivemos a promessa e agora esperamos que aconteça", declarou nesta sexta-feira.

Sampaoli admitiu que foi pego de surpresa com a crise financeira do Santos, que tem limitado a movimentação do clube no mercado. "Não sabia da situação financeira. Tinha claro que vinha para um clube que me dava a chance de ter uma grande equipe, que teríamos potencial mesmo com as situações da ausência do Gabigol, do Rodrygo. Se o clube tivesse me dito que não estava bem, impossível. A realidade seria outra."

Não bastasse a perda do artilheiro do Brasileirão do ano passado, Gabriel, e proximidade da saída de Rodrygo, o Santos ainda viu a situação de Bruno Henrique se transformar em uma "novela" diante das propostas de Cruzeiro e Flamengo. Sampaoli, porém, se mostrou otimista sobre a permanência do atacante.

"A situação do Bruno se transformou em uma novela. Queremos que ele fique, está treinando para jogar e quer ficar. Manifestou isso pessoalmente para mim", afirmou. "Disse que está muito feliz com estilo de jogo, a forma de jogar do Santos. Mas há realidades de interesses. Tem o interesse econômico, que muitas vezes está acima do interesse do jogo. Então, pode mudar de um dia para o outro."

Sampaoli também justificou as baixas na lista de inscritos do Santos para o Campeonato Paulista, divulgada nesta sexta. Três ausências chamaram bastante atenção, as do lateral Daniel Guedes, do meia Derlis González e o atacante Eduardo Sasha. E o treinador explicou que os dois últimos não devem mesmo seguir no clube, por motivos distintos.

"O Derlis manifestou de certa maneira uma vontade de seguir sua carreira em outro lugar. Está negociando uma possibilidade para ele. Então, como não temos certeza do que vai acontecer, preferimos não inscrevê-lo agora para não perdê-lo ali na frente", apontou. "Recebeu uma proposta muito vantajosa para ele."

Já a provável saída de Sasha se deu por opção do próprio treinador. "Não encontramos um lugar para o Sasha. Capacidade é claro que tem, por isso que o Santos o comprou. Mas não podemos mentir para o jogador e hoje ele não tem uma definição. Agora, vai tomar uma decisão se luta para ficar aqui ou busca outro caminho."

Por fim, Sampaoli explicou que a ausência de Daniel Guedes neste primeiro momento aconteceu por motivos físicos. "A situação de Daniel é física. Não está 100% e não está pronto para esta primeira partida, por isso não foi para a lista", comentou, na véspera da estreia do Santos no Campeonato Paulista, contra a Ferroviária na Vila Belmiro.

Sampaoli garante Vanderlei como titular, mas admite interesse em Everson

A polêmica sobre a titularidade do gol do Santos neste início de temporada ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira. Na tentativa encerrar qualquer controvérsia, o técnico Jorge Sampaoli garantiu que Vanderlei segue como seu goleiro principal, ao menos momentaneamente.

"Vanderlei é titular, terá toda a chance de ser titular do Santos. Demonstrou durante sua carreira toda a capacidade que tem. Não vejo o Vanderlei sem ser titular hoje. Durante o ano, com a concorrência de outro goleiro, vamos ver como será. Mas não imagino ele saindo agora para outro jogar", declarou.

Com isso, Vanderlei será escalado na estreia do Santos no Campeonato Paulista, neste sábado, contra a Ferroviária, na Vila Belmiro. O próprio Sampaoli, no entanto, admitiu que a manutenção do goleiro como titular passará pela evolução de sua capacidade de jogar com os pés.

"Se pudermos somar a capacidade que tem o Vanderlei com a capacidade de jogo com os pés para um goleiro, que para nós é fundamental, será bem-vindo. Se não acontecer, temos que contar com outra possibilidade, alguma alternativa com um goleiro que nos dê esta possibilidade", considerou.

Após o empate com o Corinthians em amistoso no domingo, Sampaoli havia deixado claro a importância que vê na capacidade de um goleiro de jogar com os pés. E por mais que Vanderlei esteja longe de figurar entre os mais habilidosos nesta função, o treinador aposta na evolução de seu camisa 1.

"Estou empolgado com a possibilidade de o Vanderlei fazer isso, porque é um goleiro que evita gols dos rivais. É preciso somar esta capacidade, então que treine, que melhore. Estamos ajudando para que o Vanderlei possa fazer isso e acreditamos nele", garantiu.

O próprio Sampaoli, por outro lado, admitiu o interesse em Everson, que se destacou no Ceará em 2018 e foi cortado dos relacionados do clube antes da estreia na temporada. De acordo com o argentino, a contratação seria para suprir uma possível saída de Vladimir, reserva de Vanderlei nas últimas temporadas.

"É uma possibilidade concreta que o Vladimir negocie sua saída para outro clube. Então, teríamos a necessidade de trazer um outro goleiro. Diante disso, escolhi este nome (Everson). Mas se o Vladimir não tivesse a possibilidade de ir para outro lugar, nem falaríamos da chegada de outro goleiro", informou.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade