PUBLICIDADE

Rony revela início de carreira turbulento: "nem treinava mais"

Estrela do Palmeiras, atacante quase desistiu do futebol antes de se tornar peça fundamental em títulos do Verdão

15 dez 2021 18h07
| atualizado às 19h09
ver comentários
Publicidade
Rony Remo Palmeiras
Rony Remo Palmeiras
Foto: reprodução Instagram @rony7oficial / Sport Life

Quem vê o atacante Rony atualmente, talvez, nem imagine tudo que ele passou para conquistar títulos e reconhecimento profissional. Com 26 anos de idade, ele é um dos principais jogadores do Palmeiras, elenco que conquistou as duas últimas edições da Copa Libertadores da América.

No entanto, em 2014, quando Rony tinha apenas 19 anos e era um dos jovens talentos do Remo - tradicional clube de Belém (PA) - as dificuldades quase o impossibilitaram de dar prosseguimento à sua carreira. Sem ser aproveitado pela equipe sub-20, o atacante chegou a desistir do futebol temporariamente.

"Estou dispensado, não estou nem treinando. Vim para cá fazer o que? Gastar dinheiro com passagem? Não tinha dinheiro nem para comer, imagina para pagar passagem de ônibus. Então, para mim, tinha sido dispensado", disse em entrevista ao ge Pará.

Com isso, Rony retornou para a sua cidade natal, Magalhães Barata, no interior do Pará. Por lá, começou a fazer alguns "bicos" como mototáxi para conseguir se sustentar. Alguns meses depois, no entanto, ele recebeu uma ligação do Remo, pedindo para que ele se reapresentasse ao clube, para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior - maior torneio de base do Brasil.

Rony conseguiu se destacar na Copinha, marcando gol, inclusive, contra o Corinthians. De volta à Belém, o atacante finalmente foi promovido ao time principal e, logo de início, apresentou um bom desempenho. Com direito a gol na estreia e título do Campeonato Paraense de 2014, com vitória de 4 x 1 contra o grande rival Paysandu.

Após todos esses episódios, por conta de diversos problemas de atraso de salário e promessas financeiras não cumpridas, Rony ainda precisou acionar o Remo na justiça, para conseguir ter acesso aos seus direitos. O atacante acabou sendo liberado para o Cruzeiro e, posteriormente, foi emprestado para o Náutico.

Após um bom desempenho no clube pernambucano, Rony foi negociado com o futebol japonês e, em 2018, retornou para o Brasil através do Athlético Paranaense. Por lá, ele se tornou uma das principais peças ofensivas do time nos títulos da Copa Sul-Americana e da Copa do Brasil - ambos em 2019.

Dessa maneira, acabou chamando a atenção dos grandes clubes brasileiros e do exterior. No início de 2020 concretizou sua ida para o Palmeiras, onde conquistou um Campeonato Paulista, uma Copa do Brasil e duas Taças Libertadores. Tornando-se um queridinho da torcida alviverde e um dos principais atacantes do país.

Fonte: ge Pará

Sport Life
Publicidade
Publicidade