0

Pequenos aprontam no Rio e em São Paulo

25 mar 2019
09h36
atualizado às 09h39
  • separator
  • comentários

A rodada do fim de semana dos Estaduais, já em sua reta final, mostrou a força de clubes de pouco investimento em confrontos com os gigantes do futebol brasileiro. Isso se deu notadamente no Rio e em São Paulo. No Carioca, o Bangu desbancou o Vasco em São Januário, tarefa das mais difíceis, venceu por 2 a 1 e garantiu presença nas semifinais do segundo turno (Taça Rio) e do próprio Estadual. Em São Paulo, Novorizontino e Ferroviária conseguiram empatar com Palmeiras e Corinthians, respectivamente, e aumentaram a adrenalina para o segundo jogo com os mesmos adversários, na luta por vagas à próxima fase.

Diogo Mateus, da Ferroviária, comemora seu gol em partida contra a Corinthians, válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista 2019, no Estádio Fonte Luminosa, em Araraquara
Diogo Mateus, da Ferroviária, comemora seu gol em partida contra a Corinthians, válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista 2019, no Estádio Fonte Luminosa, em Araraquara
Foto: THIAGO CALIL/AGIF / Estadão Conteúdo

No Morumbi, mesmo superando o Ituano (2 a 1), o São Paulo ainda está sob risco de eliminação e precisa segurar o ímpeto do adversário na partida em Itu, nessa quarta (27).

Palmeiras e Novorizontino voltam a jogar nessa terça (26), no Pacaembu, e o time de Luiz Felipe Scolari não deve encontrar facilidade para avançar no campeonato, sobretudo por causa da aplicação tática da equipe de Novo Horizonte. No empate (1 a 1) de sábado, sobressaiu a polêmica. Tudo em razão do gol do Novorizontino, apontado por muita gente como irregular - houve um toque na mão de Murilo Henrique na origem da jogada. A federação local atestou que não houve anormalidade no lance.

Isso gerou resposta irônica dos dirigentes do Palmeiras. Pelas redes sociais, o clube criticou a entidade e passou a rotular a competição de "Paulistinha". Vale lembrar que o VAR (arbítro de video) esteve em ação, naquele jogo, em Novo Horizonte, pela primeira vez no Estadual de São Paulo.

Jogadores do Bangu comemoram a vitória por 2 a 1 diante do Vasco, válida pela Taça Rio (Segundo Turno do Estadual do Rio de Janeiro), no Estádio São Januário
Jogadores do Bangu comemoram a vitória por 2 a 1 diante do Vasco, válida pela Taça Rio (Segundo Turno do Estadual do Rio de Janeiro), no Estádio São Januário
Foto: THIAGO RIBEIRO/AGIF / Estadão

No domingo, o Corinthians passou sufoco em Araraquara e só arrancou o empate (1 a 1) aos 42 minutos do segundo tempo. O jogo decisivo será na quarta (27), em Itaquera. Mais do que vencer e chegar à semifinal, o time de Fábio Carille necessita de uma atuação convincente para melhorar sua relação com a torcida. Até agora, vem oscilando muito e, por pouco, não perdeu da Ferroviária - equipe limitada tecnicamente, mas bem organizada.

Enquanto isso, no Rio, o Bangu foi o penetra da festa. Já fazia quatro anos (desde 2015) que os semifinalistas do Carioca eram os quatro grandes. Agora, o Botafogo caiu precocemente e o time da zona oeste da cidade tomou seu lugar. A vitória sobre o Vasco, no sábado, foi a quinta seguida do Bangu na competição. Na quinta (28), os dois se enfrentam pela semifinal da Taça Rio, com vantagem do empate para a equipe alvirrubra - antes, na quarta, Fla e Flu disputam a outra semifinal do segundo turno, com os tricolores também jogando por um placar igual.

Resta saber se essa força dos pequenos vai resistir, e prevalecer, durante a semana.

Veja também:

Veja os gols da vitória do Flamengo sobre o Fluminense

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade