0

Palmeiras vacila nos acréscimos e empata com o Grêmio

Time alviverde leva gol aos 46 minutos do segundo tempo e perde chance de encostar nos líderes

20 set 2020
18h10
atualizado às 18h18
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma vitória prestes a ser comemorada virou mais uma vez um empate para se lamentar. O Palmeiras ficou no 1 a 1 com o Grêmio, neste domingo, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro, e perdeu a chance de encostar nos líderes da competição. Se em ocasiões normais trazer um ponto de um jogo fora de casa é um feito positivo, para quem levou o gol aos 46 minutos do segundo tempo, o sentimento foi de derrota.

Jogadores do Palmeiras comemoram gol de Raphael Veiga durante a partida contra o Grêmio, válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020, Série A, disputada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS), neste domingo, 20 de setembro de 2020.
Jogadores do Palmeiras comemoram gol de Raphael Veiga durante a partida contra o Grêmio, válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020, Série A, disputada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS), neste domingo, 20 de setembro de 2020.
Foto: MAX PEIXOTO/DIA ESPORTIVO / Estadão Conteúdo

O jogo com o Grêmio faz lembrar o tropeço diante do Bahia, quando também o empate por 1 a 1 foi sacramentado com um gol sofrido nos acréscimos. O time alviverde abriu o placar já no segundo tempo com Raphael Veiga para permitir, mas vacilou e levou o empate em um escanteio, completado por Ferreira. Se tivesse vencido, a equipe alviverde teria terminado a rodada somente um ponto atrás do líder, o Atlético-MG.

Ainda sem contar com Patrick de Paula, Lucas Lima e Luiz Adriano no time titular, o Palmeiras pareceu mais em Porto Alegre o time de atuações monótonas do início do Brasileirão do que o líder absoluto do grupo B da Copa Libertadores. A falta de criatividade, a lentidão para sair da defesa e a total existência de jogadas de perigo foram gritantes. A primeira jogada de perigo foi só aos 43 minutos de partida. Ainda assim, o goleiro Vanderlei não precisou trabalhar no primeiro tempo.

O Grêmio criou mais, porém esteve longe de dominar o jogo. Em crise e com desfalques, a equipe gaúcha tentou criar mais jogadas principalmente pelas laterais. O ex-palmeirense Diogo Barbosa foi bastante acionado, inclusive. A falta de qualidade levou a equipe a levar grande perigo no primeiro tempo em uma cobrança de falta de Lucas Silva, aos 15 minutos. Depois, aos 38, Alisson quase marcou ao aproveitar a sobra de um cruzamento.

O segundo tempo não trouxe um jogo melhor. O Palmeiras tirou Gabriel Menino para evitar um novo cartão amarelo e continuava com imensa dificuldade para criar. Um lance exemplar veio com o meia Danilo, garoto estreante como titular. Ao tentar chutar uma bola de fora da área, ele furou feio. Retrato fiel de uma partida de poucas finalizações e de raros lances de perigo.

A grande tentativa do Palmeiras para mudar a inércia do jogo veio a partir dos 15 minutos do segundo tempo. Após mais um jogo ruim, Rony saiu e deu lugar a Gabriel Veron, espécie de talismã do clube. Depois foi a vez de Wesley e Luiz Adriano entrarem. A equipe ficou mais ofensiva, passou a ter velocidade pelas pontas e justamente por isso, chegou ao gol aos 25 minutos.

Após jogada na esquerda entre Wesley e Viña, o cruzamento saiu certeiro para Raphael Veiga emendar de primeira e fazer um belo gol. Se o jogo foi ruim, pelo menos o lance bonito compensou a espera e recompensou a ousadia palmeirense de ter mandado o time avançar no segundo tempo. Mesmo com a desvantagem, o Grêmio demorou a conseguir pressionar.

Nos minutos finais o Palmeiras recuou bastante em busca do empate e pagou caro por isso. Aos 46 minutos, um escanteio terminou com a cabeça certeira de Ferreira. A bola entrou no canto de Weverton e fechou o placar de um jogo ruim, mas que poderia ter tranquilamente rendido mais três pontos para o Palmeiras.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 X 1 PALMEIRAS

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Paulo Miranda, David Braz e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Ferreira), Matheus Henrique e Darlan (Isaque); Robinho (Guilherme Azevedo), Alisson e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gómez e Viña; Gabriel Menino (Bruno Henrique), Ramires (Wesley), Danilo e Raphael Veiga (Vitor Hugo); Rony (Gabriel Veron) e Willian (Luiz Adriano). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Gols: Raphael Veiga, aos 25, Ferreira, aos 46 minutos do segundo tempo

Árbitro: Rodrigo Ferreira (SC)

Cartões amarelos: Gabriel Menino, Victor Ferraz, Felipe Melo, Viña, Alisson

Público e renda: portões fechados

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade