PUBLICIDADE

Pai causa acidente com morte, e Cavani pode deixar torneio

23 jun 2015 - 13h50
(atualizado às 15h40)
Ver comentários
Publicidade

Às vésperas dos uruguaios enfrentarem os anfitriões da Copa América na busca por uma vaga nas semifinais, a seleção celeste pode não contar com o principal atacante do elenco: Edinson Cavani. Isso porque, nesta terça-feira, o pai do atleta do Paris Saint-Germain, Luis Cavani, se envolveu em um acidente de carro e atropelou um motociclista de 19 anos, que teve morte atestada horas depois em um hospital de Salto, cidade a 500 km de Montevidéu.

De acordo com o jornal El País, que também especula a saída de Cavani da concentração uruguaia para dar suporte ao pai no andamento do processo, Luis Cavani estava embriagado e bateu a caminhonete Ford contra uma moto, em uma das estradas da região. O pai do atacante passou a madrugada detido e deve ser encaminhado ao tribunal para prestar esclarecimentos.

Edinson Cavani pode deixar a seleção uruguaia nesta Copa América
Edinson Cavani pode deixar a seleção uruguaia nesta Copa América
Foto: Matilde Campodonico / AP

Não bastasse a seca de gols de Cavani, que carrega a responsabilidade de ser o artilheiro do Uruguai na ausência de Luis Suárez e ainda não marcou nenhum gol na Copa América, o atacante tem presença incerta no jogo diante do Chile, nesta quarta. Com a permanência no grupo ainda em aberto, Cavani chegou a Santiago na última segunda a noite.

Ele vai treinar, mas ainda não se sabe se entrará em campo para a partida válida pelas quartas de final. A tendência é que ele faça isto. "Cavani está afetado, como estaria qualquer pessoa. Ele vai treinar e vai deixar passar as horas para ver como se adapta à situação. A ideia é que fique e jogue", disse o técnico Óscar Tabárez. "Com o decorrer das horas, tomará uma decisão. A palavra final pertence ao jogador. Este é um tema particular", acrescentou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade