1 evento ao vivo

Retrospectiva

Real vence San Lorenzo e iguala Milan em títulos mundiais

Christoph Ena / AP
20 dez 2014
19h19
atualizado em 22/12/2014 às 16h18
  • separator
  • comentários

Desta vez o Papa Francisco não conseguiu fazer milagre para o San Lorenzo. No Marrocos, neste sábado, o poderoso Real Madrid superou a forte marcação do time argentino, equipe de coração do pontífice da igreja católica, e, com gols de Sérgio Ramos e Gareth Bale, venceu por 2 a 0 para finalizar a ótima temporada 2014 com o título do Mundial de Clubes. A equipe de Carlo Ancelotti, que conquistou a última Liga dos Campeões, igualou o Milan como maior campeão mundial.

A conquista deste ano é o quarto título mundial do Real Madrid, contados também os formatos antigos da Copa Intercontinental, vencida em 1960, 1998 e 2002. A poderosa equipe europeia leva, contudo, pela primeira vez a competição sob tutela da Fifa, já que em 2000 foi eliminada no torneio que terminaria com o troféu levantado pelo Corinthians. O time madrileno ainda acaba o ano com quatro títulos: além do Mundial, levou a Liga dos Campeões, Copa do Rei e Supercopa da Europa.

Cristiano Ronaldo, melhor do mundo na atualidade e grande estrela do Real, conquistou pela segunda vez na carreira a competição - já havia levantado a taça em 2008, com o Manchester United. No Mundial com a equipe espanhola, todavia, o astro passou em branco nos dois jogos, decepcionando os torcedores marroquinos.

O San Lorenzo conseguiu segurar bem o Real Madrid nos primeiros momentos. Com marcação forte, faltas e boa postura defensiva, a equipe não deixou o ritmo dos espanhóis fluir, chegando até a irritar o time europeu em uma partida quase sem chutes a gol. A estratégia deu certo até os 35min. Após uma das poucas finalizações do time madrileno, Kroos cobrou escanteio na cabeça de Sergio Ramos, que na marca penal mandou para o fundo das redes.

A torcida do Real não demorou tanto a comemorar no segundo tempo, como nos 45 minutos iniciais. Logo aos 5min, Isco achou Bale em buraco na zaga argentina e o galês só dominou e finalizou para o gol, contando com grande falha do arqueiro Torrico.

O restante da partida seguiu em ritmo lento, com o Real forçando pouco e o San Lorenzo sem condições de chegar ao ataque. Bastou esperar o cronômetro passar para o time espanhol comemorar - sim - a conquista.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade