PUBLICIDADE

Vadão comemora vaga, mas quer evitar "zona de conforto"

13 jun 2015 21h28
| atualizado em 14/6/2015 às 11h38
ver comentários
Publicidade

Foi um jogo disputado. Mas no final deu Brasil. O gol da Andressa Alves, no finalzinho do primeiro tempo, marcou a vitória do Brasil sobre a Espanha por 1 a 0. Com a vitória, o Brasil se classifica para a segunda fase da Copa do Mundo feminina de futebol. Apesar de garantir vaga na próxima fase, o técnico Vadão não quer que a equipe entre em uma zona de conforto.

Para Vadão, a segunda fase do Mundial exige outros cuidados a serem resolvidos. Para ele, o time precisa ficar de olho com a autoconfiança excessiva que pode vir a atrapalhar a Seleção. “Estamos classificados, mas não podemos entrar na zona de conforto jamais. Esse é um torneio no qual as equipes do mundo todo estão muito bem treinadas. É preciso ter cuidado com a autoconfiança”.

Vadão é o técnico da Seleção feminina de futebol
Vadão é o técnico da Seleção feminina de futebol
Foto: Pedro Santos / Especial para Terra

Como havia previsto o técnico Vadão, as espanholas fizeram uma marcação intensa enquanto tentavam buscar o gol no contra-ataque. “Foi uma partida dificílima, como esperávamos. A marcação da Espanha na intermediária do campo dificultou nosso toque de bola. Além disso, erramos mais passes que o normal”, avaliou Vadão.

“Foi uma partida muito difícil, erramos um pouco no começo, mas aos poucos a equipe foi se encaixando e eu consegui fazer o gol”, disse Andressa Alves, autora do gol.

O treinador deve alterar a equipe para o próximo jogo e poupar as atletas contra a Costa Rica. Será o caso da Fabiana, que já estava sentindo dores durante na semana e foi substituída durante a partida contra a Espanha.

Para o treinador da Espanha a grande falha do time espanhol foi no setor de finalização. “Foi uma partida intensa, muito equilibrada. Nosso problema, de novo, foi em finalizar as jogadas. Jogamos bem, mantivemos nosso estilo, mas não conseguimos transformar isso em gols”, disse Ignacio Quereda.

Já a jogadora espanhola Veronica Boquete disse que a derrota no jogo foi mérito do time brasileiro. "Jogamos bem, foi um jogo de grande pressão e intensidade. Mas no final o Brasil foi melhor.  Agora temos que nos preocupar com a próxima partida para conseguir a classificação”, disse.

 

Fonte: Especial para Terra
Publicidade
Publicidade