PUBLICIDADE

Libertadores

Maior ídolo do Boca Juniors e multicampeão da Libertadores, Riquelme pode ganhar a primeira como dirigente

Craque argentino mostra talento também fora de campo e é o favorito para ser o novo presidente do clube

4 nov 2023 - 07h02
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Lance!

Foto: Lance!

Ídolo maior do Boca Juniors, craque argentino, gênio da bola. Adjetivos que pertencem a Juan Román Riquelme, que marcou uma geração inteira de amantes do futebol. A admiração ultrapassou fronteiras e pode ser vista aqui no Brasil, onde mais de 14 mil pessoas foram batizadas com o seu nome.

Protagonista em três dos seis títulos de Libertadores do Boca Juniors como jogador, Riquelme pode conquistar, neste sábado (4), a primeira como dirigente. O eterno camisa 10 é vice-presidente do clube, cargo que tem prazo de validade. Isso porque, Riquelme será candidato à presidência do Boca Juniors, em eleição que está marcada para o dia 2 de dezembro. O ídolo xeneize é o grande favorito para vencer.

Como dirigente desde 2019, Riquelme mostrou talento semelhante de quando era jogador. Apesar de ser o vice-presidente, o ídolo possui autonomia para gerir o futebol do Boca Juniors. Riquelme participa e toma todas as decisões da pasta, mostrando grande conhecimento em gestão e estratégia.

No período, o Boca Juniors conquistou dois títulos de Campeonato Argentino, foi campeão da Copa da Argentina, competição que o time está na semifinal atualmente, conquistou a Supercopa Argentina e mais duas Copa da Liga Argentina.

Ser campeão da Libertadores sobre o Fluminense vai representar a coroação de Riquelme como craque também fora de campo. Ainda mais se o gol da vitória for de Medina, Exequiel Fernández ou Barco, revelados pelo Boca Juniors. A atenção especial para base é considerado o principal acerto da gestão.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade