7 eventos ao vivo

Brasileiros na Libertadores: Cruzeiro na boa, Grêmio na pior

5 abr 2019
13h04
atualizado às 13h06
  • separator
  • 0
  • comentários

O fim da terceira rodada da fase de grupos da Libertadores já começa a dar cores mais vivas ao desenho dos que vão se classificar para as oitavas de final. Entre os sete times brasileiros, o Cruzeiro sobra, com 100% de aproveitamento e a consequente liderança do Grupo B. Por outro lado, o Grêmio agoniza na competição e está próximo de ser eliminado.

Entre os outros cinco, Internacional e Palmeiras encaminham bem a ida para as oitavas. Só ficariam no meio do caminho se houvesse uma sequência, improvável, de tropeços nas três rodadas finais.

O técnico do Grêmio, Renato Gaúcho
O técnico do Grêmio, Renato Gaúcho
Foto: Celso Pupo / FotoArena / Estadão Conteúdo

No Grupo G, a situação do Athletico-PR melhorou muito com a vitória por 3 a 0 sobre o Boca Juniors, na terça-feira, e suas chances de passar à fase seguinte são boas. Já o Flamengo deve precisar de pelo menos um ponto fora de casa, quando enfrentar a LDU, no Chile, e o Peñarol, no Uruguai.

Com relação ao Atlético-MG, a vitória de virada por 3 a 2 sobre o Zamora, na quarta-feira, reconduziu o time à disputa pelas duas vagas do Grupo E. Mas o Galo vai ter que se impor contra seus adversários nos três confrontos que lhe faltam para tentar buscar a classificação.
Veja abaixo um resumo da situação de cada clube brasileiro na Libertadores:

Cruzeiro – Líder do Grupo B, com 9 pontos, se vencer mais um jogo garante a classificação. Terá pela frente o Huracán (Argentina), em MG; Deportivo Lara (Venezuela), fora; e Emelec (Equador), em MG.

Internacional – Líder do Grupo A com 7 pontos, assegura a vaga se ganhar do Palestino, na próxima rodada, em Porto Alegre. Pega o Palestino (Chile), em casa; Alianza (Peru) e River Plate (Argentina), ambos fora.

Palmeiras – Vice-líder do Grupo F, com 6 pontos, teria, hoje, que buscar seis pontos nos nove que vai disputar para consolidar a vaga. Enfrenta o Júnior Barranquilla (Colômbia), em casa; Melgar (Peru), fora; e San Lorenzo (Argentina), em casa.

Athletico-PR – Líder do Grupo G, com 6 pontos, também precisaria, hoje, de mais seis pontos nas três partidas restantes: contra Tolima (Colômbia), em casa; Jorge Wilstermann (Bolívia) e Boca Juniors (Argentina), ambos fora.

Flamengo – Vice-líder do Grupo D, com 6 pontos, tem obrigação de passar pelo San José, na próxima rodada e, depois, ir em busca de um ponto fora de casa, em dois jogos. O confronto com o San José (Bolívia), vai ser no Maracanã; na sequência, encara LDU (Equador) e Peñarol (Uruguai) ambos fora.

Atlético-MG – A situação do Galo no Grupo E está bastante delicada. Com 3 pontos, ocupa a terceira posição. Para garantir a vaga, teria, hoje, de ganhar os três jogos. Pode, porém, se classificar com duas vitórias e um empate, ou somente duas vitórias, ou mesmo com uma vitória e um empate, dependendo de outros resultados. Matematicamente, há até a possibilidade de passar para a outra fase ganhando apenas do Nacional, na quinta rodada, em Minas. Desde que o time do Uruguai perca os outros dois jogos e o Atlético consiga melhor saldo de gols. Pela ordem, vai enfrentar Cerro Porteño (Paraguai), fora; Nacional (Uruguai), em casa; e Zamora (Venezuela), fora.

Grêmio – Faz péssima campanha na Libertadores e está seriamente ameaçado de eliminação. Com apenas um ponto ganho, no Grupo H, tem de ganhar os três jogos e torcer por outros resultados. Joga com Rosario Central (Argentina), em casa; Libertad (Paraguai), fora; e Universidad Catolica (Chile), em casa.

Veja também

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade