2 eventos ao vivo

Uruguaios e brasileiro são presos após brigas entre torcidas

Torcedores de Flamengo e Peñarol voltaram a se enfrentar após a partida entre os clubes no Estádio do Maracanã

4 abr 2019
14h58
atualizado às 15h43
  • separator
  • comentários

Os confrontos entre torcedores do Flamengo e Peñarol - antes e depois da partida entre os times pela Copa Libertadores resultaram nas prisões de três uruguaios e um brasileiro nas primeiras horas desta quinta-feira. Os estrangeiros foram julgados no Jecrim (Juizado Especial Criminal) e responderão por lesão corporal grave, com a pena variando de 2 a 8 anos.

A informação foi publicada pelo canal SporTV e confirmada pelo LANCE!. O primeiro conflito entre as torcidas aconteceu na tarde de quarta, horas antes do jogo, na orla do Leme, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Policiamento foi reforçado na entrada dos torcedores uruguaios no Maracanã (Foto: Matheus Dantas/Lancepress)
Policiamento foi reforçado na entrada dos torcedores uruguaios no Maracanã (Foto: Matheus Dantas/Lancepress)
Foto: LANCE!

A torcida do Peñarol concentrou-se no bairro e, quando um ônibus com torcedores do Fla vindo do Espírito Santo passou pelo local, iniciou-se a confusão. Roberto Almeida, de 60 anos foi agredido e está internado no Hospital Miguel Couto em estado grave.

A Polícia Militar entrou e ação e cerca de 100 uruguaios foram detidos, encaminhados para o Jecrim e não puderam assistir ao jogo no Maracanã. A investigação para identificar os agressores, que contou com depoimento de testemunhas, seguiu por horas depois do término da partida no Maracanã.

Os ônibus, vans e carros uruguaios, escoltados pela PM, chegou ao Maracanã a minutos do fim da primeira etapa. Foi uma estratégia para evitar mais conflitos em torno do estádio e ocorrências neste sentido não foram registradas.

Porém, após o jogo - vitória por 1 a 0 do Peñarol -, confrontos entre as torcidas brasileira e uruguaia foram registrados em ruas da Zona Sul do Rio de Janeiro.

Veja também:

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade