PUBLICIDADE

Técnico do Shakhtar volta a atacar Bernard: "só chora"

23 jan 2015 11h37
| atualizado às 11h41
ver comentários
Publicidade

Está cada vez mais complicada a relação de Bernard com Mircea Lucescu, técnico do Shakhtar Donetks. Depois de chamar o atleta revelado no Atlético-MG de "jogador de Twitter", o comandante romeno voltou a criticar Bernard, que está com a equipe ucraniana em intertemporada no Brasil. Para ele, em entrevista ao jornal Zero Hora, Bernard precisa "virar homem e parar de chorar".

Lucescu foi perguntado sobre uma declaração de Bernard, que afirmava que não aconselharia jovens a se transferirem para a Ucrânia, e não pensou duas vezes antes de atacar seu próprio atleta. "Só ele. Douglas (Costa) é jovem. (Alex) Teixeira é jovem. São todos da mesma idade. Fred joga sempre. É perfeito. Os dois melhores da equipe são Fred e Teixeira. Não saem nunca. Querem jogar sempre. Estávamos perdendo para o Atlético, e eles pediram para permanecer em campo. Eles são jogadores de Seleção. Bernard tem que demonstrar em campo que é homem. Bernard só chora. Só veio tomar dinheiro", acusou.

<p>Lucescu vive em "pé de guerra" com Bernard</p>
Lucescu vive em "pé de guerra" com Bernard
Foto: Laurence Griffiths / Getty Images

Para o técnico romeno, há uma grande dificuldade na educação dos jogadores brasileiros e que os agentes são os grandes culpados nessa situação. "Há jogadores talentosos, mas que não são preparados para o futebol mundial. Para mim, o que gera a dificuldade é a educação. Culpa dos agentes, que querem trocá-los de clube a cada ano, a fim de ganhar mais dinheiro".

Lucescu aproveitou também para cutucar a cultura do futebol brasileiro, que, segundo ele, aplaude apenas jogadas habilidosas, sem dar valor aos outros fundamentos do esporte. "Aqui se cresce jogando assim. A torcida aplaude um drible, não se importa com a organização tática. Não há juízo de valor, há juízo estético. Bernard declarou que eu não colocava os mais habilidosos para jogar? O talento precisa ser aliado à disciplina, ao coletivo", avisou.

Esse não foi o primeiro "arranca-rabo" do técnico com Bernard durante essa passagem pelo Brasil. Mircea Lucescu desaprovou as ausências de Bernard e Douglas Costa, que estavam em férias no Brasil e não se reapresentaram para treinar junto ao elenco no primeiro dia da intertemporada no País. "Eles não mostraram o devido respeito por seus companheiros de equipe. Viajamos por horas desde a Ucrânia até aqui e chegamos no dia. Eles também deveriam estar aqui na hora marcada, já que para eles é apenas uma hora de voo", contestou o comandante.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade