PUBLICIDADE

Sem chances de ir à Copa do Mundo, Venezuela vence Bolívia

Seleção venezuelana venceu por 4 a 1 o duelo válido pela 15ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas

28 jan 2022 20h58
| atualizado às 21h15
ver comentários
Publicidade

A Venezuela venceu a Bolívia nesta terça-feira, por 4 a 1, em duelo válido pela 15ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, no estádio La Carolina, na Venezuela. Apesar do triunfo, a equipe segue na lanterna e já não possui mais chances de ir à Copa do Mundo, no Catar. Já os bolivianos estacionam nos 15 pontos, mas ainda sonham com a classificação.  

Em jogo que marcou a estreia do técnico José Pékerman pela seleção venezuelana, os mandantes dominaram a partida desde o início. A Bolívia, com uma formação de três zagueiros, tinha dificuldades para defender pelo lados do campo, já que os alas deixavam espaços em suas costas, que eram aproveitados pelos pontas da Venezuela.  

A Venezuela venceu a Bolívia nesta terça-feira, por 4 a 1, em duelo válido pela 15ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas
A Venezuela venceu a Bolívia nesta terça-feira, por 4 a 1, em duelo válido pela 15ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas
Foto: Reprodução/Instagram

As principais jogadas dos venezuelanos saíam em cruzamentos para o centroavante Salomón Rondón, que, por conta de sua altura, levava perigo nas bolas aéreas. Além disso, a equipe contava com a habilidade do ex-jogador do Santos, Yeferson Soteldo, para criar oportunidades pelo lado esquerdo.

A Venezuela pressionou e construiu diversas chances, até chegar ao gol, aos 25 minutos. O lateral esquerdo González recuperou a bola no meio de campo, tabelou com Soteldo e cruzou na primeira trave para Rondón completar de cabeça.

10 minutos depois, Rondón recebeu na entrada da área e bateu cruzado para ampliar o marcador. No entanto, a Bolívia diminuiu apenas três minutos após sofrer o gol. Após cruzamento na área, o atacante Bruno Miranda cabeceou para o fundo das redes.

No segundo tempo, os venezuelanos foram ainda mais dominantes. Com 10 minutos, o zagueiro boliviano recuou mal para o goleiro. O ponta Darwin Machís aproveitou a indecisão, roubou a bola e apenas rolou para o gol, marcando o terceiro. No minuto seguinte, Leonel Justiniano fez falta no ex-meio-campista do Corinthians e do Atlético-MG, e, após consulta no VAR, o árbitro opotou por expulsar o jogador.

12 minutos depois, Otero recebeu de Soteldo lançou Rondón dentro da área. O centroavante encheu o pé e anotou o quarto, sendo o terceiro dele na partida.

Com um a menos e tendo a derrota já decretada, os visitantes mal conseguiam jogar e em raras oportunidades chegaram à área adversária na etapa final. Os venezuelanos, então, apenas administraram o resultado e garantiram a vitória.

Na próxima rodada, a Venezuela pega o Uruguai, fora de casa, enquanto a Bolívia encara o Chile, dentro de seus domínios.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade