PUBLICIDADE

Liga dos Campeões

Real Madrid amplia o recorde de títulos da Liga dos Campeões

Com o título, os Merengues chegam a sua 15ª conquista da competição

2 jun 2024 - 11h54
(atualizado às 11h54)
Compartilhar
Exibir comentários
Real Madrid.
Real Madrid.
Foto: Alex Pantling/Getty Images / Esporte News Mundo

O Real Madrid quebrou um recorde neste sábado, ao conquistar sua 15ª Champions League, os merengues, o maior campeão da história da competição. Na vitória por 2 x 0 sobre o Borussia Dortmund, no Estádio de Wembley, fez a equipe conquistar sua décima quinta edição da competição. Um recorde que amplia sua vantagem sobre o Milan, segundo maior campeão do torneio que tem oito títulos. 

Os Merengues voltam a conquistar a maior competição de clubes do mundo após uma temporada. Sua última conquista havia sido na temporada 2022/2023, já na última temporada a equipe havia sido eliminada para o Manchester City nas semifinais. E pela décima quinta vez conquistaram a Champions League, um feito inédito na competição. 

Caminhada até a 15ª conquista

Para conquistar a maior competição de clubes do mundo, o time comandado por Carlo Ancelotti passou por Napoli, Braga e Union Berlin, na fase de grupos, somando todos os 18 pontos possíveis. 

Enquanto no mata-mata foram letais para despachar o RB Leipzig, nas oitavas por 2 a 1 no agregado. Já nas quartas, a equipe foi mais forte ao eliminar o Manchester City em uma disputa de pênaltis após as equipes empatarem nos dois jogos do confronto, por 4 x 4 placar agregado. O último passo antes de chegar a grande final era encarar um antigo algoz na competição, o Bayern de Munique, no primeiro jogo em um empate em 2 x 2, na Allianz Arena, Vinicius Junior brilhou marcando os dois gols da equipe.  Já no jogo da volta no Bernabéu, o Bayern abriu o placar com Alphonso Davis, no entanto um herói improvável apareceu, Joselu virou o jogo em um curto espaço de tempo e colocou os merengues na final.  

Já na final, a equipe de Carlo Ancelotti sofreu no primeiro tempo com a pressão do Borussia Dortmund, mas soube segurar a pressão com Courtois fazendo grandes defesas. Já na segunda etapa, a equipe cresceu no jogo e marcou dois gols em curto espaço de 11 minutos:primeiro, após uma cobrança de escanteio, Dani Carvajal subiu mais alto que todo mundo e abriu o placar, alguns minutos depois, Bellingham interceptou um passe errado e deixou Vinicius Junior na cara do gol para o camisa 7 sacramentar o 15ª título da competição para o Real Madrid. 

Outros recordes quebrados

Além do recorde de conquistas, dentro do Real Madrid alguns jogadores quebraram outro recordes. Nacho Fernández e Modric conquistaram seu 26º título com a camisa merengue e se isolaram como os maiores campeões da história do clube. A dupla ultrapassou Marcelo e Benzema e se isolaram no ranking de jogadores mais vitoriosos pelo clube. Os dois se juntam a Paco Gento, que foi hexacampeão da competição pela equipe

Fora de campo, o Real Madrid também quebrou outro recorde nesta final, chegando a 18ª final da história. Tendo conquistado 15 títulos e apenas três vices. Os merengues não perdem uma final da competição há 43 anos desde a derrota para o Liverpool, em 1981, quando foi derrotado por 1 x 0, desde então a equipe merengue não perdeu mais nenhuma final que disputou. 

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade