PUBLICIDADE

Futebol Internacional

Jornal italiano coloca Gabigol e Vampeta entre maiores fracassos da Inter no século

Atacante do Flamengo fez um único gol em dez jogos pela Internazionale, enquanto ex-volante foi definido como 'festeiro'; confira lista completa

25 dez 2023 - 17h53
(atualizado às 17h56)
Compartilhar
Exibir comentários
Fotos: Divulgação / Internazionale - Legenda: Vampeta e Gabriel Barbosa não deixaram saudades em Milão
Fotos: Divulgação / Internazionale - Legenda: Vampeta e Gabriel Barbosa não deixaram saudades em Milão
Foto: Jogada10

O jornal italiano La Gazzetta dello Sport publicou, nesta segunda-feira (25), uma lista polêmica com os maiores fracassos que passaram pela Inter de Milão no século 21. Entre eles, aparecem os brasileiros Gabigol e Vampeta.

A escalação do time reunido pelo periódico foi a seguinte: Carini, Vrsaljko, Vidic, Sorondo, Gresko, Vampeta, M'Vila, Quaresma, Pacheco, Gabigol e Forlán.

"Pesado e fora de ritmo, o brasileiro também pagou pelo ano conturbado no banco dos Nerazzurri, com três treinadores se revezando no comando do time, de De Boer a Pioli e Vecchi. Um ano depois, foi por empréstimo para o Benfica, onde permaneceu apenas seis meses," menciona o jornal sobre o atacante brasileiro.

Gabriel Barbosa foi contratado em agosto de 2016, quando defendia o Santos. Desse modo, a Inter desembolsou 33,5 milhões de euros (R$ 180 milhões na cotação atual) pelo jogador. Mas sua passagem deixou a desejar, com apenas um gol em dez jogos. Depois, foi para o Flamengo por empréstimo.

No clube carioca, o centroavante recuperou a confiança para faturar uma coleção de títulos, com direito a dois Brasileiros, duas Libertadores e uma Copa do Brasil. Recentemente, o Corinthians manifestou interesse em contratar o jogador, que tem 141 gols pela equipe rubro-negra.

Em relação a Vampeta, o Gazzetta Dello Sport foi enfático ao citar que ele preferia mais as festas do que os jogos. Assim, ele foi descrito como "festeiro".

Além disso, o jornal ressaltou que a saída do volante, após oito meses de casa em 2001, permitiu a contratação de Adriano Imperador, que se tornou ídolo do clube.

"Sua transferência teve o 'mérito' de trazer um certo Adriano (Imperador)," concluiu o jornal.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade