1 evento ao vivo

Presidente do Boca Juniors diz ter "tudo acertado" com De Rossi

20 jul 2019
08h59
atualizado às 08h59
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de ser considerada improvável, a contratação do meio-campista italiano Daniele De Rossi pelo Boca Juniors, da Argentina, parece estar cada vez mais próximo de ser concretizada. Depois da imprensa italiana tratar o acordo como iminente, o presidente do clube argentino, Daniel Angelici, afirmou que já possui "tudo acertado" para firmar a aquisição.

"O caso De Rossi está bem. É uma negociação feita por Nicolás (Burdisso, diretor do Boca e ex-companheiro de De Rossi). O jogador mostrou que queria terminar sua carreira no Boca. Nos próximos dias estará viajando para acertar tudo", declarou Angelici em coletiva de imprensa de apresentação de outros reforços.

De Rossi anunciou sua saída da Roma após 18 anos (Foto: Reprodução)

Apesar de não ter sido oficializado os moldes da negociação, a expectativa é que o atleta assine com o clube argentino até março de 2020. Há, no entanto, a possibilidade de um contrato mais curto, que terminaria em janeiro. No Boca Juniors, De Rossi deve receber um salário na casa dos 500 mil euros (aproximadamente R$ 2 milhões).

A principal dúvida com a chegada do volante italiano seria o número alto de jogadores estrangeiros no elenco do Boca, que já conta com os colombianos Frank Fabra, Jorman Campuzano e Sebastián Villa, com o uruguaio Nahitan Nández, o venezuelano Jan Carlos Hurtado e o paraguaio Junior Alonso. Dessa forma, De Rossi poderia ganhar uma vaga no elenco com a provável saída de Nández, que negocia com o Cagliari, da Itália.

"Ter um campeão do mundo que diz querer terminar a carreira aqui no Boca me enche de orgulho. Faz bem para o futebol argentino ter esses jogadores. É 99% certo que De Rossi será jogador do Boca", concluiu Daniel Angelici, o presidente do clube.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade