PUBLICIDADE

Lyon derrota o Saint-Étienne e afunda o rival na lanterna do Francês

21 jan 2022 19h17
| atualizado às 19h17
ver comentários
Publicidade

O Lyon venceu o Saint-Étienne nesta sexta-feira, por 1 a 0, pelo Campeonato Francês. Com o resultado, o time segue no meio da tabela, mas afunda o rival na lanterna da competição, com apenas 12 pontos.

O Lyon começou melhor o clássico, criando boas oportunidades através dos lançamentos em profundidade do brasileiro Bruno Guimarães. Em uma linha de três defensores, o ex-são paulino Thiago Mendes atuava como zagueiro central e buscava auxiliar a equipe na saída de bola.

Já Lucas Paquetá, principal destaque do clube, tinha liberdade para atuar pelo zona central do campo e se associar com os outros meio-campistas. Além disso, o jogador quase sempre pisava na área adversária para finalizar as jogadas. Aos 15 minutos, o francês Moussa Dembélé recebeu lançamento e foi derrubado na área. O próprio atacante cobrou a penalidade e abriu o placar a favor do Lyon.

Apesar da vantagem, a equipe comandada por Peter Bosz seguia em cima do rival, cedendo poucos espaços e construindo chances para ampliar o marcador. O Saint-Étienne, por sua vez, tinha muita dificuldade na saída de bola e em raros momentos conseguiu avançar no campo do adversário. A melhor e única oportunidade foi aos 40 minutos, quando o meio-campo Camara completou de cabeça após cruzamento na área, mas a finalização foi defendida pelo goleiro Anthony Lopes.

Já no final do primeiro tempo, o ala Dubois foi substituído após dois choques de cabeça. O atleta saiu de campo sangrando e deu lugar ao lateral direito Malo Gusto.

Na segunda etapa, o Lyon optou por reforçar seu sistema defensivo, recuando Bruno Guimarães, que passou a participar menos da construção ofensiva da equipe. O time apostava em ligações diretas e tinha dificuldades em trocar passes no meio de campo, pois os jogadores estavam muito espaçados.

Mesmo assim, eram os mandantes que estavam mais próximos de chegar ao segundo gol, porém, Kadewere e Paquetá finalizaram mal em duas oportunidades de contra-ataques, mantendo vivo o Saint-Étienne.

O Lyon sentia falta do brasileiro Emerson Palmieri, ex-jogador do Santos e do Chelsea. Ausente por covid-19, o lateral esquerdo é a melhor opção ofensiva naquele setor do campo e sinônimo de agressividade pelo corredor esquerdo, o que faltou no segundo tempo. Apesar do desfalque, o Lyon conseguiu segurar o resultado e garantiu a oitava vitória no torneio.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade