PUBLICIDADE

Eriksen "tinha partido e o trouxemos de volta", diz médico

13 jun 2021 11h50
| atualizado às 13h03
ver comentários
Publicidade

Durante a partida contra a Finlândia, pela Eurocopa, o dinamarquês Christian Eriksen sofreu um mal súbito e teve que ser atendido dentro de campo. Em entrevista coletiva, Morten Boesen, médico da Seleção da Dinamarca, afirmou que Eriksen sofreu uma parada cardíaca, mas que o jogador "está bem".

Foto: Wolfgang Rattay / Reuters

"Ele ainda está estável e, dentro das circunstâncias, está bem. Conversei com Christian várias vezes e ele conversou com os jogadores. Ele continuará sendo observado, e os exames estão ok, ao que parece", disse.

Boesen comentou que o meia da Internazionale chegou a um estado crítico dentro de campo e relembrou o atendimento.

"Ele tinha partido e fizemos a manobra de ressuscitação. O trouxemos de volta rapidamente", afirmou.

"Foi bem claro que ele estava inconsciente. Quando cheguei, ele estava virado de lado, respirando e eu conseguia sentir seu pulso, mas do nada isso mudou. Começamos a fazer massagem cardíaca. Com a ajuda rápida advinda da equipe médica e do resto da equipe, nós fizemos o que tínhamos de fazer e conseguimos trazer Eriksen de volta. Ele falou comigo antes de ser levado para o hospital para fazer mais exames", explicou.

O treinador da Dinamarca, Kasper Hjulmand, disse que seus atletas receberam auxílio psicológico.

"Os jogadores estavam em condição de choque, jogadores que ainda não sabiam direito se tinham perdido um amigo. Eu tenho a sensação de que não deveríamos ter jogado. É difícil, mas é só um sentimento", comentou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade