0

Cherchesov renova com seleção russa após ótima Copa do Mundo

Contrato também possui uma cláusula que permite a sua renovação por outros dois anos, até a Copa do Catar

27 jul 2018
13h44
atualizado às 13h53
  • separator
  • comentários

Indicado pela Fifa ao prêmio de melhor técnico do ano após conduzir a seleção russa até as quartas de final da Copa do Mundo, Stanislav Cherchesov também teve o seu trabalho reconhecido pela federação nacional. Nesta sexta-feira, a União de Futebol da Rússia (RFU, na sigla em inglês) anunciou a renovação do contrato do treinador por dois anos.

A ampliação do vínculo fará com que Cherchesov também dirija a seleção da Rússia na Liga das Nações, competição recém-criada pela Uefa, e nas Eliminatórias para a Eurocopa de 2020. E o contrato também possui uma cláusula que permite a sua renovação por outros dois anos.

O técnico da Rússia, Stanislav Cherchesov, agora de contrato renovado
O técnico da Rússia, Stanislav Cherchesov, agora de contrato renovado
Foto: Lars Baron/Fifa / via Getty Images

"Hoje, a comissão técnica da seleção nacional russa assinou um acordo com a RFU no sistema 2 + 2 anos. Fico feliz por continuarmos a trabalhar com a equipe russa. Em termos de resultados de equipe, a barra foi elevada e eu gostaria de continuar com o mesmo espírito. Somos conscientes da nossa parcela de responsabilidade e vamos realizar dignamente o nosso trabalho", afirmou o treinador no comunicado divulgado pela federação.

Antes do início do Mundial, a seleção russa e Cherchesov eram vistos sob muita desconfiança, pois a equipe estava há oito meses sem conquistar uma vitória. A Rússia, porém, conseguiu avançar no seu grupo ao lado do Uruguai, deixando para trás o Egito e a Arábia Saudita. Depois, nas oitavas de final, eliminou a Espanha em confronto definido na disputa de pênaltis. Também foi desse modo que a equipe acabou sendo eliminada nas quartas de final, diante da Croácia, que acabou sendo vice-campeã.

Cherchesov estava à frente da seleção russa desde agosto de 2016. Os próximos compromissos da equipe serão em setembro, nos dias 7, contra a Turquia, fora de casa, pela Liga das Nações, e 10, diante da República Checa, como mandante, em amistoso.

Além da renovação do contrato de Cherchesov, o bom rendimento da Rússia na Copa do Mundo em que foi a seleção anfitriã também renderá a ele, e aos demais representantes da equipe, uma homenagem do presidente Vladimir Putin, no Kremlin, no sábado.

Veja também

 

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade