2 eventos ao vivo

O grande legado dos números icônicos da LaLiga: a camisa 7

5 nov 2020
16h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O sete é considerado um dos principais números do futebol mundial. Icônico, esteve presente nas camisas de vários jogadores atuais e antigos do Campeonato Espanhol.

O nº 7 não é dado a qualquer jogador. É um número reservado para artilheiros, criadores e atletas "rebeldes", e várias das principais estrelas da LaLiga Santander se encaixam nessas categorias.

No Barcelona e no Real Madrid, a camisa 7 foi confiada a Antoine Griezmann e Eden Hazard, respectivamente. Ambos os atacantes superestrelas ingressaram nos clubes atuais no verão europeu de 2019, embora o francês - na verdade - só tenha herdado o n° 7 em 2020.

Considerando tudo o que esses jogadores conquistaram em suas carreiras até agora e devido ao seus status de estrelas, as lojas de esportes na Espanha e em todo o mundo muitas vezes têm suas camisas réplicas na vitrine. Estes são dois jogadores de classe mundial e é justo que eles tenham recebido um número à altura.

Cristiano Ronaldo foi o último grande jogador a se destacar com a 7 do Real (Foto: Divulgação)
Cristiano Ronaldo foi o último grande jogador a se destacar com a 7 do Real (Foto: Divulgação)
Foto: Gazeta Esportiva

No Barcelona, outros números de camisa geralmente tiveram mais prestígio, mas ainda assim houve vários talentos com a 7 ao longo dos anos. Um dos melhores da memória recente é David Villa, que usou esse número no Valencia e também após sua transferência de 2010 para o Camp Nou.

Mesmo que o atacante asturiano também tenha usado alguns números de camisa diferentes durante sua carreira, a grande maioria de seus 184 gols na primeira divisão foram marcados com esse número nas costas.

Os jogadores que usam este número são geralmente conhecidos por sua criatividade no ataque e por suas contribuições para o gol, razão pela qual tantos dos vencedores de Pichichi ao longo dos anos usavam a camisa 7. Além dos já citados Juanito, Butragueño e Raúl, tivemos Ronaldo, Carles Rexach, Roy Makaay e Diego Forlán - que também terminaram como artilheiros da primeira divisão da Espanha com este número.

Então, há muitos outros que se tornaram sinônimos dessa camisa durante suas carreiras devido à longevidade. Esse é certamente o caso do ex-capitão do Osasuna César Cruchaga, que passou toda a sua carreira no clube de Pamplona e que vestiu o nº7 durante todo o seu tempo de vermelho.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade