6 eventos ao vivo

É para aplaudir! James faz golaço, e Real vence Almería

Colombiano acerta chute de primeira de fora da área e abre contagem para vitória tranquila do Real

29 abr 2015
16h56
atualizado às 17h29
  • separator
  • 0
  • comentários

Pressionado pela goleada do Barcelona sobre o Getafe, aplicada nesta terça-feira, o Real Madrid usou o mando de campo ao seu favor para se impor em casa, nesta quarta, diante do Almería, e vencer por 3 a 0. Dessa forma, a perseguição ao rival catalão pelo título do Campeonato Espanhol segue viva.

Os gols dos anfitriões foram marcados por James Rodríguez, aos 44min do primeiro tempo, pelo zagueiro argentino Mauro dos Santos, que anotou contra, aos quatro do segundo, e pelo lateral Arbeloa, aos 39. O gol de James foi uma pintura, em um chute de primeira da fora da área.

Agora, a quatro rodadas do fim da competição, os merengues continuam ocupando a segunda colocação, com 82 pontos somados - dois a menos que o Barcelona. Já o Almería segue passando sufoco na tabela, na beira da zona de rebaixamento, com apenas 32.

James Rodriguez marcou um golaço para abrir o placar para o Real
James Rodriguez marcou um golaço para abrir o placar para o Real
Foto: Daniel Ochoa de Olza / AP

Após um minuto de silêncio, festa demora a prevalecer no Bernabéu

Habitualmente caloroso, o Santiago Bernabéu se calou por um minuto, antes da bola rolar, em homenagem às vítimas do terremoto no Nepal. Além do silêncio, o tributo se manifestou também nas camisas dos jogadores, que diziam "Todos com o Nepal". Com a bola rolando, no entanto, o estádio precisou de pouco tempo para reestabelecer a energia madridista. Aos seis minutos, Cristiano Ronaldo chamou a responsabilidade e tentou um chute, para a defesa do goleiro Ruben.

Desesperado por uma vitória, o Almería assustou a torcida da casa aos 22 minutos, quando Teye Partey deixou a marcação do Real para trás com muita categoria. Felizmente para os blancos, a conclusão do volante demonstrou menos técnica. No contra-ataque, Illarramendi teve a bola dominada na grande área e a chance de finalizar, mas hesitou muito e acabou chutando o gramado. Na queda, ainda pediu pênalti ao árbitro.

James abriu o placar em um chutaço de fora da área
James abriu o placar em um chutaço de fora da área
Foto: Gonzalo Arroyo Moreno / Getty Images

Na marca dos 40 minutos, a pressão imposta pelo rival Barcelona ficou nítida no time merengue, quando Fábio Coentrão e James Rodríguez se anteciparam, ao mesmo tempo, para a cobrança de um arremesso lateral. Mesmo irritando a torcida, o desespero do Real foi recompensado quatro minutos depois, quando o alemão Toni Kroos tocou para Cristiano Ronaldo.

O português foi cortado imediatamente pela zaga, mas James Rodríguez surgiu de trás para pegar o rebote e emendar de primeira para o gol, sem qualquer chance de defesa para o arqueiro do Almería. Recebendo os abraços dos companheiros, James fechou o placar dos 45 minutos iniciais.

James faz a festa ao marcar golaço para o Real Madrid
James faz a festa ao marcar golaço para o Real Madrid
Foto: Javier Soriano / AFP

Real fecha a conta e Cristiano Ronaldo comemora, mas nega autoria de gol

Se o gol custou para sair na primeira etapa, a rede foi balançada rapidamente no segundo tempo. Logo aos quatro minutos, o alemão Toni Kroos dominou pela direita, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para Cristiano Ronaldo, que chegava por trás e viu a bola entrar na meta.

O atual melhor jogador do mundo comemorou discretamente o tento merengue, mas o gol foi atribuído ao zagueiro argentino Mauro dos Santos, que teria tocado contra a própria rede na tentativa de impedir a conclusão de CR7. A decisão da arbitragem foi auxiliada pelo próprio português, que gesticulou com as mãos e revelou não ter tocado na bola.

Já na marca dos 23 minutos, após cobrança de escanteio de Kroos, o zagueiro Varane tentou de cabeça, mas a tentativa foi para fora. Cinco minutos depois, Cristiano Ronaldo desceu até a linha de fundo e rolou para Chicharito Hernández - muito ovacionado no Bernabéu pelos gols marcados nas últimas partidas, contra Atlético de Madri e Celta de Vigo -, mas o mexicano não usou o pé de apoio preferido e acabou desequilbrado, tocando para fora.

É possível que esse lance tenha irritado CR7, uma vez que, aos 36, o português desceu em velocidade para o campo de ataque e viu Chicharito livre para concluir, mas não executou o passe e optou por concluir sozinho, por cima do gol. Por fim, aos 39, Isco encontrou o mexicano pela esquerda, que cruzou para a área. Bem posicionado, o lateral Arbeloa apareceu para finalizar e fechar a conta merengue, mantendo vivo o sonho de mais um título do Campeonato Espanhol.

Odegaard começou o jogo no banco de reservas
Odegaard começou o jogo no banco de reservas
Foto: Gonzalo Arroyo Moreno / Getty Images

Longe da briga pelo topo, Sevilla e Celta de Vigo derrotam Eibar e Málaga

Simultaneamente, o Sevilla visitou o Eibar e venceu por 3 a 1, fora de casa. O primeiro gol foi marcado aos sete minutos, quando Carlos Bacca recebeu um belo lançamento em profundidade de Reyes, driblou o goleiro Irureta e tocou para a rede. Oito minutos depois, Bacca aproveitou o rebote após uma cobrança de falta e empurrou para a meta, ampliando a vantagem.

Na volta para o segundo tempo, o Eibar precisou de seis minutos para diminuir a diferença. Após um bate-rebate dentro da área, Arruabarrena tocou de cabeça para Piovaccari, que também testou para o gol. Treze minutos depois, entretanto, a jogada do primeiro gol se inverteu. Dessa vez, Bacca lançou Reyes com muita categoria, e viu o meia chutar com força para fechar a conta em Eibar.

Em jogo também iniciado às 15 horas, o Celta de Vigo venceu o Málaga com um gol tardio do espanhol Nolito, aos 44 do segundo tempo. Entusiasmado pela festa da torcida, o atacante ainda foi punido com um cartão amarelo na sequência, por tirar a camisa na comemoração.

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade