PUBLICIDADE

Neymar deixa campo de maca e chorando em partida do PSG com vitória e dois gols de Marquinhos

Craque brasileiro sofre torção no tornozelo esquerdo e médicos vão precisar de exames de imagem para saber a gravidade; jogo também marca a estreia do zagueiro Sergio Ramos

28 nov 2021 11h28
| atualizado às 17h08
ver comentários
Publicidade

No jogo em que o PSG teve dificuldades para vencer mesmo com um homem a mais durante todo o segundo tempo, mas conseguiu a virada diante do Saint-Étienne por 3 a 1 neste domingo, no Geofrroy Guichard, pelo Campeonato Francês, a grande notícia (negativa) foi a contusão de Neymar. O atacante brasileiro deixou o gramado de maca e chorando. Ele teve uma torção no tornozelo esquerdo após dividida de bola. Não se sabe ainda a gravidade da lesão. Os médicos do clube francês vão precisar de exames de imagem para isso.

A cena do sofrimento do brasileiro contrastou também com a alegria pela estreia de Sergio Ramos, que foi contratado em julho e só agora reuniu condições ideais de jogo. Sem atuar desde maio, quando ainda era jogador do Real Madrid, o espanhol começou atuando depois de ficar no banco de reservas no jogo passado, contra o Manchester City, sem ser aproveitado.

A vitória suada contra o lanterna da liga nacional, no jogo válido pela 15ª rodada, mantém o time de Paris isolado na liderança, com 40 pontos, 14 a mais do que o vice-líder Nice. O Saint-Étienne, que fez um jogo de superação depois de ter Kolodziejczak expulso no fim do segundo tempo, tem apenas 12 pontos.

O PSG não fez um bom primeiro tempo. Neymar chegou a balançar a rede aos quatro minutos, mas o gol foi anulado por impedimento, conforme constatou a análise do VAR. Depois disso, o que se viu foi um Saint-Étienne mais organizado para aproveitar as fraquezas demonstradas pelo adversário. Assim, o zero saiu do placar aos 22 minutos, quando Bouanga pegou rebote após chute de Kolodziejczak e bateu firme para a rede parisiense.

Enquanto isso, o Paris Saint-German sofria com uma atuação apagada de seus craques, principalmente de Messi. Em um momento de pressão nos minutos finais antes do intervalo, Kolodziejczak acabou expulso após carrinho em Mbappé e abriu caminho para o empate, alcançado com um gol de cabeça de Marquinhos, aos 46.

Com um a mais em campo, o PSG conseguiu se arrumar e começou a dominar a partida, com Mbappé, Neymar e Messi mais ligados e participativos. Mas a bem montada defesa adversária se protegia com eficiência. Em uma das tentativas de passar pelos adversários, o time de Paris teve uma sequência com um chute de Neymar em cima do goleiro Green e outro de Messi, que mandou para fora no rebote.

No fim das contas, a atuação esforçada do Saint-Etienne não suportou a qualidade dos jogadores adversário. Aos 33 minutos, Messi recebeu perto da área, ganhou a bola após dividida e deu um lindo passe para o compatriota Di María marcar a gol da virada.

Perto do final, aos 38 minutos, a alegria do torcedor do PSG virou preocupação quando Neymar foi ao chão após torcer o tornozelo, chorando de dor, e precisou sair de campo carregado pela maca. Algum tempo depois, aos 45, Marquinhos fechou o placar. O PSG volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Nice no Parc de Princes, pela 16ª rodada do Francês, a partir das 17 horas. Já o Saint-Étienne visita o Brest no Franncis-Le Blé, às 15 horas.

Estadão
Publicidade
Publicidade