PUBLICIDADE

Milan

Inter vence 'clássico histórico' com o Milan e garante lugar na final da Champions League

Lautaro Martinez marca o gol da vitória nesta terça-feira e garante o lado azul de Milão na decisão continental

16 mai 2023 - 18h09
(atualizado às 18h51)
Compartilhar
Exibir comentários

O histórico confronto que reuniu os dois gigantes de Milão nas semifinais da Champions League terminou com as cores azul e preto fazendo a festa nas arquibancada. No clássico desta terça-feira, a Inter derrotou o Milan por 1 a 0 e se garantiu na decisão do mais nobre torneio europeu. A equipe do técnico Simone Inzaghi confirmou o favoritismo adquirido no primeiro confronto (quando saiu vencedor por 2 a 0) e fechou o placar agregado com um 3 a 0 diante do adversário rubro-negro.

A equipe italiana aguarda agora o desfecho da outra semifinal, que acontece nesta quarta-feira, e reúne o Manchester City de Pep Guardiola contra o multicampeão Real Madrid do treinador italiano Carlo Ancelotti. O confronto acontece no Etihad Stadium, casa do time inglês, que tenta desbancar o atual campeão da Liga dos Campeões.

O herói do jogo desta terça-feira, em Milão, foi o argentino Lautaro Martínez. Foi dele o gol que sacramentou o segundo o triunfo da Inter sobre o Milan nas semifinais do torneio europeu. A decisão da Liga dos Campeões está marcada para o dia 10 de junho e o palco da final vai ser a cidade de Istambul, na Turquia.

Com a necessidade de uma vitória por dois gols de vantagem a fim de conseguir levar a disputa da vaga para a prorrogação, o Milan exerceu forte pressão desde o início do jogo. O primeiro bom momento veio em um chute de Theo Hernandez. A bola fez uma curva e passou muito próxima do travessão.

A Inter recuou suas linhas e facilitou a imposição de jogo do rival que perdeu outra oportunidade após saída errada de Onana. Giroud cabeceou para o gol vazio, mas Darmian chegou no momento certo para afastar o perigo. Com uma disposição incomum, o rubro-negro seguiu dominando todas as ações.

E foi graças a boa atuação de seu goleiro que a Inter não foi vazada aos dez minutos em chute de Brahim Diaz após cruzamento que veio da esquerda. Onana se esticou, salvou com os pés e garantiu o 0 a 0.

Mas se o Milan assumiu o protagonismo ofensivo pela necessidade de vitória, Maignan também precisou mostrar serviço para não colocar tudo a perder. Na melhor chance da Inter, já aos 38 minutos, Dzeko acertou bela cabeçada para a difícil intervenção do goleiro milanista.

Após um primeiro tempo sem gols, a volta do intervalo apresentou uma estratégia ainda mais definida por parte das duas equipes de Milão. A Inter assumiu o contra-ataque como principal arma, enquanto o Milan apostou suas fichas no atacante Rafael Leão e Giroud para manter o time à frente na área inimiga.

A opção de Simone Inzaghi pela entrada de Lukaku foi fundamental para definir a partida no segundo tempo. Ele acionou Lautaro Martínez na área e o argentino chutou entre o goleiro Maignan e a trave para fazer Inter 1 a 0 aos 28 minutos e aumentar ainda mais a vantagem sobre o Milan no placar agregado dos dois jogos das semifinais.

O gol jogou uma pá de cal nas pretensões do Milan que precisava de uma vantagem de dois gols para levar o confronto para a prorrogação. Os rubro-negros ainda tentaram se lançar ao ataque para, pelo menos, empatar o duelo no final, mas a Inter passou a tocar a bola e administrou a vantagem para encerrar os jogos das semifinais com duas vitórias.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade