PUBLICIDADE

Manchester City

Haaland 'escolta' Grealish para evitar briga com Felipe Melo; entenda

O Manchester City venceu o Fluminense por 4 a 0 e sagrou-se campeão mundial pela primeira vez em sua história

22 dez 2023 - 22h34
(atualizado às 23h00)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução

Não é porque não jogou que Erling Haaland não teve uma 'participação especial' no jogo que deu ao Manchester City o título inédito do Mundial de Clubes nesta sexta-feira, 22. A equipe liderada por Pep Guardiola aplicou goleada de 4 a 0 sobre o Fluminense.

No final da partida, Haaland fez uma espécie de 'escolta ao inglês Grealish. A brincadeira foi uma referência à discussão envolvendo Grealish, Marinelli e Felipe Melo.

Na zona mista, enquanto o goleiro Ederson concedia entrevista, Grealish passou por trás cercado por Bernardo Silva, Rúben Dias e Erling Haaland, que brincaram como se fossem "seguranças" do meia-atacante.

O momento foi tão inusitado que até mesmo tirou o foco do arqueiro do City, que caiu na risada com a cena.

"Até me perdi no que eu estava falando", disse Ederson.

Manchester City x Fluminense é a 7ª final entre Inglaterra e Brasil no Mundial; relembre! Manchester City x Fluminense é a 7ª final entre Inglaterra e Brasil no Mundial; relembre!

A confusão envolvendo os atletas do City e do Fluminense esfriou rapidamente após a intervenção da arbitragem e de outros jogadores. Walker, lateral do Cityzens, também estava na confusão. 

Segundo Felipe Melo, Grealish não respeitou o Fluminense, gritando 'olé.

"Já vi nas redes sociais os idiotas falando que comecei uma confusão. [...] Hoje o Grealish faltou com respeito com a instituição Fluminense e eu jamais vou deixar isso acontecer. Ele estava gritando 'olé'. Isso é para a torcida, a torcida pode gritar 'olé'. O atleta tem que respeitar", disse. "Não entendi o que o Grealish falou, tudo em inglês, eu mandei também ele para aquele lugar. O cara é folgado para caramba".

O camisa 30 do Tricolor Carioca ainda ofendeu jornalistas.

"Então, para os idiotas que se dizem jornalistas, eu não comecei confusão, pelo contrário, eu defendi o Martinelli, que estava sendo acuado pelo Grealish. E eu faria novamente. Eu sou um guerreiro, minha vida toda foi dessa maneira, mas eu sempre respeitei", acrescentou.

Felipe Melo listou as vezes que o Fluminense respeitou o adversário, como nas vitórias sobre o River e o Flamengo

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade