0

Klopp critica incessante troca de treinadores no Brasil: "Não funciona"

20 abr 2019
08h31
  • separator
  • 0
  • comentários

Jurgen Klopp completará quatro anos de Liverpool em outubro deste ano. Com mais de 200 jogos dirigindo o clube inglês, o alemão levou os Reds á semifinal da Liga dos Campeões pela segunda temporada consecutiva, mas ainda não conquistou títulos nem em competições nacionais. Dificilmente um treinador no Brasil teria essa sequência de trabalho sem levantar uma taça nesse período de tempo.

Quando questionado sobre a incessante troca de treinadores no Brasil, Klopp não poupou palavras para criticar a postura dos dirigentes, elucidando que a atitude não corrige os problemas das equipes e se solidarizando com os profissionais locais.

"O que eu posso dizer é o que os clubes brasileiros estão fazendo é muito errado. Porque, pelo que eu conheço, os clubes sempre estão trazendo treinador por uma semana, por um, dois, três meses e não dá para ter um desempenho maravilhoso assim. Não é possível. Isso é futebol", analisou ao Esporte Interativo.

"Se você está interessado em futebol, é preciso aceitar o que é necessário fazer. É um trabalho duro, trabalhar junto, trazer jogadores juntos para que eles possam mostrar desempenho juntos. E isso leva tempo, se você não dá tempo aos jogadores, não consegue nada. Você começa tudo do zero e espera que alguém consiga consertar", completou.

Engrossando o couro dos técnicos brasileiros, o comandante do Liverpool pediu continuidade aos treinadores do País, que, segundo ele, sofrem com uma pressão fora do normal.

"Eu não sei como funciona exatamente, eu só posso dizer que do jeito que estão fazendo não funciona. A pressão que estão colocando nos treinadores é muito grande e isso não pode acontecer. Você tem que sentir junto com o time, trabalhar junto e isso não pode ser feito em uma semana, um mês ou até mesmo um ano. Esteja certo sobre o profissional que está contratando e dê a ele tempo. Assim que deveria ser", comentou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade