PUBLICIDADE

Arsenal

Arsenal é derrotado pelo Brighton em casa e fica mais distante do título da Premier League

Gunners podem ver Guardiola e o City se sagrarem campeões na próxima rodada

14 mai 2023 - 14h54
(atualizado às 16h06)
Compartilhar
Exibir comentários

Em plano Emirates Stadium, o Arsenal foi derrotado pelo Brighton por 3 a 0 pela 35ª rodada da Premier League. Já na segunda etapa, Julio Enciso, Deniz Undav e Pervis Estupiñán marcaram os tentos do triunfo dos visitante. Com a vitória, o Brighton foi a 58 pontos, ultrapassou Tottenham e Aston Villa e pegou o elevador, subindo para a sexta colocação e voltando a estar de pé na briga pela Europa League. Já o Arsenal puxou o freio de mão, parou nos 81 pontos e pode ver o Manchester City ser campeão inglês já na próxima rodada.

COMEÇO FORTE

O jogo começaria de forma ríspida, com chegadas duras de Gabriel Martinelli sobre Mitoma e de Caicedo sobre o próprio brasileiro. Mas a primeira boa chance não demoraria muito. Aos 9, o paraguaio Julio Enciso pintou dentro da área e finalizou alto, de esquerda, mas o aniversariante do dia, Ramsdale, espalmou para escanteio. Seis minutos depois, os Gunners responderam com Odegaard, que chutou de fora da área com perigo, à esquerda do goleiro Steele.

SUBSTITUTO EFICIENTE

Martinelli, após a chegada de Caicedo, precisou ser substituído e deu lugar a Leandro Trossard. O meia belga entrou fazendo a diferença para a equipe e acertou o travessão de Steele aos 30. Xhaka distribuiu pela esquerda com Leo, que conduziu, viu o espaço e chutou forte. A bola desviou na marcação e tocou no poste superior do Brighton. Três minutos depois, Mitoma, em grande jogada, achou Enciso novamente dentro da área, mas o sul-americano acabou isolando de esquerda. No fim da primeira metade, Saka levou perigo após blitz na área dos Seagulls. Gabriel Jesus cruzou, a zaga afastou, o ponta-direita pegou a sobra e bateu forte, de canhota, rente ao poste esquerdo.

SEAGULLS NA FRENTE

No começo do segundo tempo, um lançamento foi feito pela esquerda na direção de Mitoma. O japonês dominou, balançou e achou Estupiñán passando pelo corredor. O equatoriano tentou o cruzamento e Ben White subiu para cortar. Kiwior, que marcava Enciso na origem da jogada, acabou sofrendo um leve pisão de Ferguson em seu calcanhar e se abaixou sentindo dores. Estupiñán pegou a sobra do corte e cruzou novamente na direção do paraguaio, que agora sozinho e em condição legal, só teve o trabalho de desviar de cabeça, tirando de Ramsdale e inaugurando o marcador.

LONGA DISTÂNCIA

As grandes chances depois do primeiro gol vieram de finalizações de fora da área. Em bela jogada individual pela esquerda, Reiss Nelson finalizou forte, do lado da trave de Steele. O Brighton respondeu em duas oportunidades, com Danny Welbeck, para ótima defesa de Ramsdale, e com o argentino Mac Allister, que encheu o pé após passe do próprio Welbeck e tirou tinta do poste direito.

GOLPES FATAIS

Aos 40, Ramsdale tinha a bola dominada tranquilamente e saiu pelo meio com Trossard. O belga, porém, tentou encaixar um passe de primeira e a bola bateu em Pascal Gross. Com toda a linha defensiva nas extremidades do campo, a bola sobrou alta e no espaço completamente vazio para o atacante Undav. O alemão foi inteligente, viu Ramsdale adiantado e colocou por cima do goleiro inglês. Já nos acréscimos, Welbeck conduziu a bola, soltou pelo meio com Undav. O centroavante chutou de fora da área para defesa de Ramsdale novamente, mas na sobra, o incansável Estupiñán marcou e fechou o caixão dos Gunners, coroando uma excelente atuação dos comandados de Roberto De Zerbi. 3 a 0 sobre o vice-líder e três pontos para seguir forte na briga pela Europa League.

O Arsenal volta a campo no próximo sábado, às 13h30, dando sequência à sua improvável caça ao líder City contra o Nottingham Forest. Já o Brighton, no dia seguinte, recebe o já rebaixado Southampton às 10h.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade