1 evento ao vivo

Dono da melhor defesa da história, Gordon Banks morre aos 81 anos

12 fev 2019
08h47
atualizado às 09h16
  • separator
  • comentários

Nesta terça-feira, o ex-goleiro Gordon Banks morreu aos 81 anos de idade. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas o inglês lutava contra um câncer renal desde dezembro de 2015.

Campeão mundial em 1966 com a seleção inglesa, Gordon Banks é lembrado por ter defendido uma cabeçada de Pelé, na Copa do Mundo de 1970. O lance, considerado de extrema dificuldade, ficou conhecido como "a melhor defesa de todos os tempos".

Por meio de sua conta oficial no Twitter, o Stoke City, clube que Banks defendeu entre 1967 e 1972, divulgou a morte do ídolo e lamentou a perda.

"Estamos devastados por perdê-lo, mas temos muitas memórias felizes e não poderíamos estar mais orgulhosos dele", escreveu o clube.

A conta oficial da Copa do Mundo da Fifa no Twitter também se manifestou sobre a morte de Banks, e não deixou de lembrar a tão célebre defesa.

"Uma vez campeão, sempre um campeão.

Lamentamos muito a notícia da morte do campeão do mundo com a Inglaterra, Gordon Banks.

Ele foi um dos maiores goleiros do esporte, um provedor de memórias deslumbrantes da Copa do Mundo e um cavalheiro.

Nossos pensamentos estão com a família e amigos", publicou.

A carreira internacional do goleiro, que disputou 73 partidas pela seleção da Inglaterra, terminou de maneira abrupta em 1972, quando ele tinha 33 anos. Banks perdeu parte da visão do olho direito após um acidente de carro, e poucos meses depois, abandonou o futebol.

"Banks of England", como era chamado, é considerado um dos melhores goleiros da história do futebol, à altura de outros grandes nomes da posição de sua época, como o soviético Lev Yashin e o italiano Dino Zoff.O inglês foi considerado o melhor goleiro do ano pela Fifa em seis anos consecutivos, de 1966 a 1971.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade