PUBLICIDADE

Após pênalti desperdiçado, dinamarquês é ameaçado de morte em redes sociais

3 jul 2018 09h40
| atualizado às 09h40
ver comentários
Publicidade

Para além da frustração de perder um pênalti decisivo em pleno mata-mata de Copa do Mundo e ver sua seleção ser eliminada do torneio, Nikolai Jorgensen, da Dinamarca, teve de lidar com uma situação extremamente desagradável nos últimos dias. O atacante teve suas redes sociais tomadas por um discurso de ódio, que contou, inclusive, com ameaças de morte por parte de alguns internautas.

As agressões virtuais começaram quando o jogador desperdiçou sua cobrança na disputa de pênaltis diante da Croácia, após empate em 1 a 1 ao fim do tempo regulamentar no último domingo, que originou a eliminação da Dinamarca nas oitavas de final do Mundial da Rússia. Nesta terça-feira, a Federação Dinamarquesa de Futebol foi obrigada a se manifestar em seu perfil oficial, repudiando a atitude dos agressores e revelando ter acionado a polícia para resolver questão.

"Nossa sociedade nunca deve aceitar ameaças de morte, nem contra estrelas da Copa do Mundo, políticos ou outros. É completamente inaceitável e obsceno. Nós relatamos o assunto à polícia para acabar com essa loucura", escreveu a FDF.

Jorgensen, que esteve em campo em três oportunidades nesta Copa do Mundo, não foi o único a errar a cobrança - Eriksen e Schöne também desperdiçaram, todos parando nas mãos do goleiro Subasic. A Dinamarca, portanto, deixa o torneio sem perder um jogo sequer com bola rolando. Na primeira fase, foram dois empates e uma vitória para a seleção, que dividiu o Grupo C com França, Austrália e Peru.

Classificada, a Croácia enfrenta a anfitriã Rússia nas quartas de final, em duelo previsto para o próximo sábado, às 15h (no horário de Brasília).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade