PUBLICIDADE

Futebol Internacional

Craque do Al-Hilal revela ter lidado com depressão: 'Não conseguia ser eu'

Jogadores e ex-jogadores têm confessado momentos de dificuldade no tocante à saúde mental

13 abr 2024 - 12h08
Compartilhar
Exibir comentários

O goleiro Yassine Bounou, um dos destaques do Al-Hilal de Jorge Jesus, revelou à imprensa da Arábia Saudita que lidou com momentos de depressão. Antes da mudança para o Oriente Médio, quando ainda jogava pelo Sevilla, o arqueiro passou por problemas relacionados à saúde mental.

Foto: Lance!

- Na Europa, eu não estava me sentindo bem. Não conseguia ser eu. Entrei no último ano lá com problemas familiares, e precisei recorrer às minhas forças e experiência para aguentar, porque emocionalmente não aguentava mais. Precisava de uma mudança para ajustar minha saúde. Você não pode estar em um lugar sabendo que não deveria estar. Não tinha vida fora do futebol. Era malhar, levar o cachorro para passear, dormir e pensar no treino do dia seguinte. - afirmou o marroquino.

Durante a onda de transferências do Velho Continente rumo ao mundo árabe, 'Bono', como é conhecido, foi comprado pelo Crescente junto ao time espanhol por cerca de 20 milhões de euros. Desde então, tem se destacado pelo Al-Hilal com grandes atuações, mas afirmou ainda ter carinho pelos andaluzes.

- Tenho muito amor ao Sevilla, então achei mais honesto me fazer ausente quando não poderia entregar o que eles precisavam. Tudo o que vivi lá foi incrível e guardarei pra sempre - completou Bounou.

Desde sua chegada à equipe de Riade, Bono se firmou como goleiro principal no time do 'Mister'. São 36 partidas realizadas, com apenas 22 gols sofridos, além de ter passado 19 partidas sem sofrer nenhum gol.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade