PUBLICIDADE

Futebol Internacional

Chelsea enxuga elenco, fortalece rivais e liga da Arábia Saudita

Blues realizaram diversas contratações nas duas últimas janelas, mas não traduziram o dinheiro gasto em sucesso no campo

21 jun 2023 - 14h06
(atualizado às 14h06)
Compartilhar
Exibir comentários

O jornalista Fabrizio Romano informou, na manhã desta quarta-feira, que o Chelsea está próximo de realizar uma barca em seu elenco nesta janela de transferências. Depois de duas idas ao mercado com gastos astronômicos, os Blues estão com seis vendas encaminhadas e devem enxugar o plantel para o novo treinador, Mauricio Pochettino.

Foto: Lance!

A primeira saída confirmada é a do volante francês N'Golo Kanté, que na terça-feira, foi anunciado oficialmente como nova aquisição do Al-Ittihad, da Arábia Saudita. O clube do Oriente Médio já havia se reforçado com a chegada do atual Bola de Ouro, Karim Benzema, e recebeu o jogador de graça, já que estava em fim de contrato com o Chelsea. Kanté receberá cerca de 25 milhões de euros por ano, além de acordos comerciais, em um vínculo que durará até junho de 2027.

Outros três jogadores do Chelsea têm saídas encaminhadas para a liga árabe. Koulibaly deve se juntar a Michael e Cuéllar, dupla ex-Flamengo, no atual vice-campeão mundial Al-Hilal. O zagueiro chegou no último verão europeu por quase 40 milhões de euros e deve deixar Londres. Hakim Ziyech, destaque do Marrocos na Copa do Mundo, formará dupla com Cristiano Ronaldo no Al-Nassr após perder espaço entre os 11 titulares e o goleiro senegalês Édouard Mendy, que fez temporada instável com os Blues, já tem acordo verbal com o Al-Ahli para vestir a camisa vermelha até 2026.

Além das saídas para o mundo árabe, o Chelsea deve reforçar os rivais domésticos. Kai Havertz, craque da Alemanha, não mudará de cidade, mas vestirá a camisa do Arsenal a partir de 2023-24, em um acordo que custará 65 milhões de euros aos cofres dos Gunners. Havertz se interessou pela proposta da equipe de Mikel Arteta e a diretoria dos Blues não se opôs à sua saída. O Manchester City também se beneficiará com o "saldão" e receberá o meia croata Mateo Kovacic, gastando 30 milhões de euros na contratação de outro jogador que não fez força para seguir no azul londrino após saber do interesse de outro clube.Mount pode se reforço do United, enquanto Havertz deve assinar com o Arsenal (Foto: SUSANA VERA / POOL / AFP)

A intenção de Todd Boehly, dono e presidente dos Blues, é enxugar o elenco a fim de evitar os problemas vividos em 2022-23. Jogadores insatisfeitos, treinos longos e pouco espaço no vestiário geraram uma insatisfação entre os atletas e o clima acabou pesando dentro de campo, com uma temporada ruim. Mesmo tendo gastado 660 milhões de euros - o equivalente a astronômicos 3,3 bilhões de reais -, a equipe terminou apenas em 12º na Premier League, parou nas quartas da Champions League e encerrou a temporada sem troféus.

Apesar das vendas, o Chelsea também está de olho em novas aquisições. Além da chegada de Mauricio Pochettino para o comando da equipe depois de um longo processo de procura - Frank Lampard assumiu interinamente durante o período -, o atacante francês Christopher Nkunku foi anunciado na última terça (20). Nkunku chega por 60 milhões de euros junto ao RB Leipzig, da Alemanha, e assinou até o fim do primeiro semestre de 2029.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade