1 evento ao vivo

Zagueiro argentino é assassinado e Calleri se solidariza

13 mai 2016
11h20
atualizado às 14h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Mais um ato de violência indigna o mundo do futebol. Na noite da última quinta-feira, o zagueiro argentino Rodrigo Federico Espíndola, de 26 anos, foi alvejado com um tiro no peito no momento em que entrava em sua casa, na cidade de Monte Grande, a 30 quilômetros do centro de Buenos Aires.

O crime ocorreu quando o zagueiro parou com seu carro para entrar em sua residência e foi abordado por assaltantes. Tentando impedir que os bandidos invadissem sua casa, onde sua mulher e o filho de seis meses aguardavam, Espíndola levou um tiro no tórax. O zagueiro ainda foi levado ao hospital, onde passou por uma cirurgia de emergência, mas não resistiu.

Rodrigo Espíndola jogava no Nueva Chicago, da segunda divisão do Campeonato Argentino
Rodrigo Espíndola jogava no Nueva Chicago, da segunda divisão do Campeonato Argentino
Foto: Reprodução/Twitter

“Lamento desde a alma informar que nosso jogador Rodrigo Espíndola faleceu há instantes. Nueva Chicago, através de sua Comissão Diretiva, se põe à disposição da família e se soma ao pedido de justiça e esclarecimento do fato. Não há nada que justifique a perda de vida de um jovem com todo o futuro pela frente. Pedimos uma oração em sua memória”, disse Daniel Ferreiro, vice-presidente do Nueva Chicago, onde o beque atuava desde 2014.

A morte de Rodrigo Espíndola caiu como uma bomba no mundo do futebol e repercutiu ainda mais entre seus atletas compatriotas. Jonathan Calleri, atacante argentino do São Paulo, se manifestou no Twitter: “Que injusta é a vida… Que tristeza. Muita força à família de Rodrigo Espindola neste momento”.

O tricolor ainda retuitou dois tweets de seguidores que pediam justiça. O Boca Juniors também se solidarizou com a família do defensor, e a Associação de Futebol Argentina (AFA) emitiu um comunicado se manifestando.

“O presidente Luis Segura, em nome do comitê executivo da Associação do Futebol Argentino e de toda a família de nosso querido esporte, expressa sua dor e comoção pelo assassinato de Rodrigo Espíndola, defensor do clube Nueva Chicago, e envia suas condolências a sua família, pessoas próximas e toda a comunidade da instituição. A AFA se põe à disposição e se junta ao pedido de justiça”, diz a entidade.

 

Veja também:

Os ótimos números de Evander pelo Midtjylland, da Dinamarca
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade