0

Argentina arranca empate heroico e ainda sonha; Inglaterra passa em 1º

19 jun 2019
18h19
atualizado às 18h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O Grupo D da Copa do Mundo Feminina teve seu encerramento na tarde desta quarta-feira. No Parque dos Príncipes, a Escócia abriu três gols de vantagem, mas a Argentina reagiu e arrancou um improvável empate no jogo mais emocionante da competição até aqui. A Inglaterra, por sua vez, saiu na frente do Japão, segurou a vantagem e ainda fez mais um para vencer por 2 a 0 em Nice.

Com o resultado, a Inglaterra segue 100%, confirma a liderança da chave e vai ao mata-mata com uma das melhores campanhas. Já o Japão estaciona nos quatro pontos e avança com a segunda posição, enquanto a Argentina, com 2, espera os resultados dos Grupos E e F para sonhar com as oitavas mesmo fechando em terceiro. Dona de um ponto, a Escócia dá adeus ao torneio.

Para garantir presença nas oitavas, a seleção argentina precisa torcer por empates nos confrontos entre Camarões e Nova Zelândia e Tailândia e Chile. As duas partidas acontecem nesta quinta-feira.

Argentina e Escócia empatam em um memorável

Melhor início da partida, a Argentina quase abriu o placar aos 17 minutos, quando Bonsegundo invadiu a área, cruzou e Larroquette cabeceou no travessão. No rebote, Jaimes finalizou para grande intervenção Alexander. A resposta da Escócia foi fatal. Logo em seguida, Cuthbert fez boa jogada e obrigou Correa a fazer bela defesa. Na sequência do lance, a própria camisa 22 rolou para Little completar e abrir o placar.

Precisando de uma virada garantir a classificação, as argentinas tomaram as rédeas da partida e encurralaram as rivais, mas não conseguiram chances de gols. Retraída, a Escócia contou com a força da bola parada aumentar a vantagem aos três minutos do segundo tempo. Weir cruzou da direita, e Beattie, livre na pequena área, cabeceou para as redes.

Em nova investida pelo alto, Crichton cabeceou, Correa desviou e a bola bateu na trave. No rebote, Cuthbert mandou para as redes. A partir daí, a Argentina reagiu na partida. Ippolito puxou contra-ataque pelo meio e encontrou Menendez, que marcou o primeiro das sul-americanas. Em mais um contragolpe, Bonsegundo recebeu na entrada da área, girou e acertou belo chute. A bola bateu na trave e entrou: 3 a 2.

No jogo mais alucinante da Copa do Mundo Feminina, a Argentina teve um pênalti após a árbitra consultar o VAR. Na marca da cal, Bonsegundo bateu fraco no canto direito, Alexander defendeu e ainda salvou no rebote. O árbitro de vídeo, porém, entrou em ação e indicou que a goleira adiantou. Depois de ganhar mais uma chance, Bonsegundo chutou com segurança, no meio do gol, marcou e incendiou o final da partida. A juíza, entretanto, se perdeu nos acréscimos e encerrou o duelo em 3 a 3.

Fatal, Inglaterra bate o Japão

Em uma verdadeira blitz, a Inglaterra saiu na frente logo aos 12 minutos. White recebeu lançamento, invadiu a área, e tocou na saída da goleira. A bola foi rolando mansamente, Ichise não conseguiu tirar e o placar foi aberto. Sem baixar o ritmo, as europeias dominaram o restante do primeiro tempo, mas não conseguiram aumentar a vantagem.

Ciente da necessidade de uma virada para levar a liderança, o Japão voltou do intervalo com outra postura. Depois de encurralar as inglesas durante boa parte do segundo tempo, as nipônicas foram frustradas. Whiteu, sempre ela, recebeu lançamento, chegou antes que a zagueira e tocou de carrinho para confirmar o 2 a 0.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade