PUBLICIDADE

Futebol feminino

Ex-técnico do Santos denuncia jogadora após cartas que o acusavam de abuso sexual

Kleiton Lima diz que sofreu calúnia e que acredita que jogadora escreveu cartas que o acusam; laudo da grafia da atleta foi inconclusivo

10 jan 2024 - 18h41
(atualizado às 21h54)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Kleiton Lima, ex-técnico do Santos, solicitou uma investigação contra uma jogadora que diz acreditar que redigiu cartas anônimas com acusações de assédio moral e sexual.
Kleiton Lima
Kleiton Lima
Foto: Reprodução/Youtube Santos TV

Kleiton Lima, ex-técnico do time feminino do Santos, solicitou à polícia a instauração de um inquérito contra uma jogadora do time. Ele afirma ter sofrido calúnia e suspeita que a atleta tenha redigido cartas anônimas, entregues à direção do clube, com acusações de assédio moral e sexual contra ele. A jogadora nega as acusações. O laudo referente à grafia da atleta foi inconclusivo. 

Lima, que também já comandou a Seleção Brasileira feminina na Copa do Mundo de 2011, foi acusado de assédio moral e sexual em cartas que relatavam situações constrangedoras vividas com o ex-treinador durante sua passagem pelo Alvinegro Praiano. As cartas são anônimas e foram escritas à mão.

O treinador nega qualquer conduta inapropriada. Em 2023, com a repercussão do caso, ele colocou o cargo à disposição. 

Nas cartas, publicadas inicialmente pelo portal ge, havia relatos de que as atletas conviviam com cobranças duras e excessivas, além de ameaças. Também reclamavam das roupas que Kleiton usava, dizendo que muitas vezes os órgãos genitais do treinador ficavam à mostra.

A carta que resultou na denúncia do ex-treinador contra a jogadora relata um episódio específico em que, segundo o escrito, durante uma ida à feira, houve uma interação inadequada. No relato, o treinador teria feito comentários impróprios, insinuando sobre a aparência física da jogadora com uma analogia relacionada ao consumo de pastel.

O que dizem as autoridades

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) informou ao Terra que a jogadora figura como averiguada no inquérito policial. Porém, nesta fase, as informações nos autos são de acesso restrito às partes e a seus advogados. De acordo com o TJ-SP, já há relatório final da autoridade policial, e os autos estão conclusos para o Ministério Público.

Em nota, a Polícia Civil esclareceu que o caso foi investigado e relatado por meio de inquérito policial pelo 2º DP de Santos e encaminhado ao fórum nesta terça-feira, 9, para análise do Poder Judiciário. Ainda não houve retorno.

"O laudo referente à grafia da vítima não foi conclusivo", informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP). 

O que diz a defesa da jogadora

Ao Terra, as advogadas Patrícia Gorisch e Paula Carpes Victório negaram as acusações do ex-treinador. A defesa da atleta evitou dar detalhes do caso, que correu em segredo de Justiça, mas afirmou que a questão denunciada por Kleiton Lima já foi "oficialmente apreciada e arquivada". 

Veja o posicionamento na íntegra:

"Recentemente, veio ao conhecimento público que o treinador Kleiton Lima ingressou com uma ação criminal contra nossa cliente, a jogadora do SFC, uma jovem mulher estrangeira que chegou ao Santos Futebol Clube com uma mala e um sonho.

Gostaríamos de informar que esta ação, que correu em segredo de justiça, foi oficialmente apreciada e arquivada. Respeitamos profundamente o sigilo judicial e, por isso, não entraremos em detalhes sobre o caso.

Inconformado com o desfecho, o Sr. Lima solicitou a instauração de um inquérito policial sobre o mesmo objeto, que segue em andamento e também sob sigilo. Reafirmamos nosso respeito pelo processo legal e confiamos que a verdade prevalecerá.

Durante todo o processo, nossa cliente manteve sua integridade e confiança no sistema judiciário. Estamos satisfeitas com o desfecho do caso e agradecemos o apoio recebido durante este período desafiador.

Agradecemos a atenção da imprensa e permanecemos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais que se façam necessários". 

O que diz a defesa de Kleiton 

Ao Terra, o advogado Saulo de Oliveira Lima afirma que Kleiton Lima é vítima de uma conspiração e nega as acusações das jogadoras. A nota oficial divulgada pela defesa cita nomes de pessoas que o Terra optou por ocultar. 

"Meu cliente, Kleiton Lima foi vítima de uma conspiração arquitetada por meio de cartas apócrifas vazadas propositalmente à imprensa para derruba-lo do cargo e denegrir sua trajetória e reputação de forma covarde e asquerosa. Sofreu dano moral gravíssimo no ambiente de trabalho com risco de comprometer sua carreira, vitoriosa, sempre pautada em sua conduta ilibada.

Não há sequer nenhum registro de boletim de ocorrência contra ele, pelo contrário, sua defesa foi quem provocou a instauração de inquérito policial para investigação dos fatos.

Em referido inquérito policial instaurado pelo meu cliente, testemunhas já foram ouvidas que afirmou em sede policial que a supostas denúncias através das cartas anônimas não procedem.

Todos os depoimentos dão a versão que o meu cliente Kleiton Lima não cometeu nenhum tipo de assédio.

Com base nisto, foi proposta uma ação perante o Juizado Especial Criminal de Santos, cujo feito a  suposta autora da única carta que o acusa de assédio sexual, apesar de assumir ser autora da carta em reunião, negou o fato na justiça.

O meu cliente prosseguirá com medidas judiciais, na esfera criminal (calúnia e difamação), além de outras medidas indenizatórias, contra a quem de direito."

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade