PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Futebol feminino

Com grande atuação de Lorena, Brasil vence Japão nos pênaltis e conquista o terceiro lugar na She Believes Cup

Lorena foi o grande destaque, a goleira pegou quatro pênaltis. Um durante o jogo e três nas disputa de penalidades.

9 abr 2024 - 20h12
(atualizado às 20h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Selelção brasileira. (Foto : Lívia Villas Boas / CBF)
Selelção brasileira. (Foto : Lívia Villas Boas / CBF)
Foto: Esporte News Mundo

Em partida válida pela disputa do terceiro e quarto lugar da She Believes Cup, o Brasil derrotou o Japão nos pênaltis. No tempo normal a partida terminou empatada em 1 a 1. Já nos pênaltis o Brasil venceu por 3 a 0, com uma grande atuação da goleira Lorena que pegou quatro pênaltis, um durante o jogo e três nas disputa de penalidades.  

No primeiro tempo, os primeiros 25 minutos foram trucados e com poucas chances. Kitagawa  abriu o placar para as japonesas aos 31. Após isso, o Brasil cresceu e criou chances de empatar. 

No segundo tempo, o Brasil soube aproveitar suas oportunidades e empatou o jogo com Cristiane. O Japão por sua vez parou na grande atuação de Lorena que pegou um pênalti e fez defesas importantes ao longo da etapa final. 

Já nos pênaltis, Lorena voltou a brilhar e defendeu as três cobranças de pênaltis do Japão, enquanto Cristiane, Taciane e Angelina converteram para o Brasil.  

1° TEMPO

As duas equipes procuraram criar chances, aos quatro. Hamano recebe na entrada da área e chutou rasteiro, à direita do gol de Lorena. O Brasil respondeu dois minutos depois. aqueline tabelou  com Marta na entrada da área, mas na hora da execução a bola ficou  com a goleira Yamashita. 

O Jogo ficou trucado até aos 25 da primeira etapa, quando Tanaka foi desarmada na entrada da área, a bola sobrou com Fujino que bateu de primeira, da meia-lua, e a bola passou por cima do travessão. Após isso, Nadeshiko, pressionaram. Primeiro, aos 31,  Kitagawa foi lançada nas costas da defesa brasileira, mas Lorena saiu bem do gol e dividiu com a lateral esquerda japonesa. Três minutos depois, as japonesas abriram o placar. Hamano foi lançada pela direita e cruzou. A zaga brasileira falhou, a bola sobrou com Mina Tanaka que dominou livre e bateu sem chances para Lorena. 1 a 0 Japão. 

O Brasil voltou mais forte após o gol, dois minutos depois, Priscilla tabelou na entrada da área e chutou forte, mas a bola passou rente à trave direita. Um minuto depois, Cristiane obrigou Yamashita  a fazer grande defesa. Após trapalhada da defesa japonesa, Cristiane aproveitou e tentou um voleio que obrigou Yamashita a fazer grande defesa. No entanto, o impedimento foi marcado. Um minutos depois,Priscila recebeu de Cristiane, e obrigou Yamashita a fazer defesa no canto direito. 

Após um período sem grandes chances sendo criadas no jogo, Fujino quase ampliou o marcador para as japonesas. Kitagawa  avançou e cruzou da esquerda para a camisa 15 que pegou mal na bola. O primeiro tempo teve dois minutos de acréscimos e nada ocorreu neste período. 

2° TEMPO

O segundo tempo começou com ass duas equipes tendo poucas oportunidades de gols. Aos oito, Cristiane recebeu um grande lançamento de Marta na área, tentou driblar a goleira Yamashita, mas adiantou demais a bola e caiu pedindo pênalti e a arbitragem não marcou. Um minut depois, Lorena foi obrigada a fazer sua primeira grande defesa da etapa final. Após um contra-ataque do Japão,, Fujino foi lançada na área pelo lado direito, ela cortou a marcação e chutou forte para Lorena espalmar. 

Após isso, o jogo foi truncado, até que aos 18 minutos, o Japão teve um pênalti.  Hayashi foi derrubada após levar uma trombada de Cristiane. Na cobrança, Tanaka cobrou fraco no canto direito para a defesa de Lorena. 

Após isso, o técnico Arthur Elias fez quatro substituições, e elas surtiram efeito, com o Brasil empatando o jogo. Aos 25, Yasmin, uma das substitutas, cobrou escanteio pela direita, e Cristiane apareceu cabeceando para empatar o jogo. 1 a 1. Primeiro gol dela pela amarelinha desde 2019. 

Aos 33, as japonesas quase voltaram a frente do marcador,  Miyazawa, artilehrira da última copa do mundo, foi lançada e chutou da entrada da área, maas Lorena se esticou e fez grande defesa e manteve o placar empatado. Dois minutos depois, o Brasil respondeu, Angelina aproveitou a sobra de bola na entrada da área e chutou de primeira, mas a bola passou por cima do travessão. Após isso, as duas seleções não criaram grandes chances. 

A segunda etapa teve cinco minutos de acréscimos. Aos 47, após cruzamento pela direita, Ludmila tentou a conclusão mas não conseguiu completar para o gol. Com o empate, a decisão do terceiro lugar foi para os pênaltis. 

Pênaltis 

Nos pênaltis, foi gigante pegou os três penaltis do Japão que foram batidos por Seike, Nagano e Hasegawa. Enquanto Cristiane, Taciane e Angelina converteram para o Brasil. 3 a 0 Brasil nos pênaltis.  

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade