PUBLICIDADE

Campeonato Paulista

Paulistão 2025: Noroeste e Velo Clube quebram tabu e conseguem acesso à elite

Clube de Rio Claro não participava da primeira divisão do Estadual há 45 anos, enquanto equipe de Bauru esteve na Série A1 pela última vez em 2011; Juventus e Portuguesa Santista ficam pelo caminho

29 mar 2024 - 15h17
(atualizado em 7/4/2024 às 16h42)
Compartilhar
Exibir comentários

Enquanto Palmeiras e Santos definem o campeão paulista de 2024, quatro clubes buscavam o acesso para o Paulistão 2025. Os finalistas da Série A2 Paulista já são conhecidos e conquistaram o acesso à elite paulista. Velo Clube e Noroeste superaram Juventus e Portuguesa Santista, respectivamente. Em comum, eles têm a ausência nas últimas edições do Estadual. Com os acessos, todos os participantes da próxima edição do Campeonato Paulista estão definidos (veja aqui).

O maior tabu era do Velo Clube, que não joga a elite do Paulistão desde 1979. Foi a única participação da equipe de Rio Claro na primeira divisão. Apesar de histórico, o desempenho é de esquecer, já que o clube ficou em último e foi rebaixado. A glória mais recente do Velo Clube foi o título da Série A3 em 2020, com o acesso e manutenção na Série A2.

Dentre os quatro semifinalistas, o que esteve na elite mais recentemente foi o Noroeste. O time de Bauru jogou o Paulistão de 2011. Depois da queda, o clube chegou no último nível do futebol paulista. Agora, vive outro momento. É o segundo ano seguido que chega nas semifinais. Em 2023, contudo, foi superado pelo Novorizontino.

Os outros semifinalistas também tentavam quebrar tabus. A última edição da elite paulista para o Juventus foi em 2008. Na época, o elenco tinha Vampeta e Fernando Diniz. Após uma série de rebaixamentos, foram oito anos até o acesso que consolidou o clube na Série A2. Em 2024, ano do centenário, é a primeira vez que o Juventus chegou na semifinal desde que retornou à divisão de acesso, em 2016.

Já o último Paulistão da Portuguesa Santista foi em 2006. Quatro anos depois, a equipe mergulhou no abismo da Série B, a última do futebol paulista. A reestruturação veio aos poucos e agora o clube vive o momento mais próximo da elite novamente. No ano passado, o time faturou a Copa Paulista e chegou a disputar a Copa do Brasil deste ano, mas caiu na primeira fase para o Caxias-RS.

O cenário da Série A2 2024 foi diferente dos últimos seis anos, em que clubes viviam um "bate-volta" entre as duas principais divisões do futebol paulista. De lá para cá, pelo menos um clube rebaixado conseguiu o acesso no ano seguinte. Ponte Preta e Novorizontino fizeram dobradinha, caindo em 2022, mas subindo em 2023. São Bento e São Caetano também, entre 2019 e 2020.

O Água Santa é outro exemplo de "cai e sobe". O clube de Diadema subiu em 2019, caiu em 2020, mas subiu novamente em 2022. A campanha após o novo acesso, contudo, foi mais sólida e a equipe chegou até a final de 2023, além de manter-se na elite em 2024. Os rebaixados do Paulistão 2023 chegaram perto de ter o acesso para estar na elite novamente. O São Bento teve a melhor campanha na primeira fase, mas caiu nas quartas para o Noroeste. A Ferroviária caiu nos pênaltis diante do Juventus.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade