0

Cruzeiro bate o Democrata e segue invicto no Mineiro

9 fev 2018
23h29
atualizado às 23h42
  • separator
  • comentários

Líder isolado do Campeonato Mineiro, com 16 pontos, o Cruzeiro deu um importante passo para se ver livre dos adversários. Na noite desta sexta-feira, a Raposa venceu o Democrata, por 1 a 0, em Governador Valares.

O trinfo da Raposa passou pelos pés de Mancuello. O argentino fez seu primeiro jogo como titular e mostrou para o técnico Mano Menezes várias qualidades. Uma das principais foi o faro para fazer gols: em um rebote, no primeiro tempo, de canhota, Mancuello mandou para o fundo das redes. Na etapa final, Marcelo Hermes entrou na área e chutou forte para defirnir.

O Cruzeiro volta a campo no sábado, às 16h30, no Mineirão, contra o Villa Nova. Já o Democrata vai a Tombos, entrentar a Tombense, no mesmo dia, às 16h.

Primeiro tempo

A etapa inicial entre Cruzeiro e Democrata se mostrou bastante interessante. A Raposa dominou, no entanto, também sofreu sustos, algo que não era imaginado.

O Cruzeiro teve mais posse de bola nos primeiros minutos, trocava passes, encontrava facilidades de virar o jogo de um lado para o outro. O destaque absoluto do primeiro tempo foi o volante Mancuello.

O argentino se mostrava bem em campo, chegava bem ao ataque, mais até que Ariel Cabral - jogador que ele estava substituindo. Além disso, ele se comportava bem na transição defesa/ataque, encontrando os companheiros à frente com qualidade.

Inclusive, o único gol da etapa inicial foi de Mancuello. Em cruzamento na área, o argentino pegou o rebote de primeira, em um chute de fora da área, e mandou para o fundo das redes, contando com a ajuda do zagueiro que desviou a bola no meio do caminho.

Após o tento celeste, o Democrata passou a ter mais qulidade no ataque. A equipe aproveitava algumas situações de contra-ataque e tentava seus ataques, na maioria das vezes, pela esquerda, onde o ala Edilson apoiava o ataque.

Segundo tempo

A etapa final perdeu em qualidade. O Cruzeiro já não tinha tanta força para trocar passes e, na metade do segundo tempo, perdeu Mancuello - o principal cruzeirenses da noite.

O primeiro lance polêmico apareceu aos 25. Ariel Cabral recebe na frente e cruza. A bola pega nas mãos do defensor, mas o árbitro mandou o jogo seguir sem apontar pênalti.

Aos 33, o Cruzeiro ampliou. O lateral-esquerdo Marcelo Hemes saiu correndo, driblou adversários e mandou para o fundo das redes.

FICHA TÉCNICA

DEMOCRATA 0 X 2 CRUZEIRO

Local: Estádio José Mammoud Abbas, Governador Valadares (MG)

Data: 09 de fevereiro de 2018, sexta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Antônio Márcio Teixeira da Silva

Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer e Wellington Pereira Neto

Gols: Mancuello, aos 15 minutos do primeiro tempo (Cruzeiro)

Cartões: Wallace (Democrata)

CRUZEIRO - Fábio; Edilson, Manoel, Léo e Marcelo Hermes; Henrique, Mancuello (Ariel Cabral), Robinho e Rafinha; Arrascaeta (Rafael Sóbis) e Fred

Técnico: Mano Menezes

DEMOCRATA - Ramon, Mike (Marcelo Rosa), Jefão, Carlão, Wallace, Ruan, Wallisson, Kayo, Fernando, Marcinho, Leandro (Jones).

Técnico: Gilmar Estevan

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade