PUBLICIDADE

Em noite inspirada de Jean Carlos, Náutico vence Brasil de Pelotas

Meia do Timbu, que se tornou vice-artilheiro da Série B, comandou virada diante o Xavante

21 jul 2021 23h28
| atualizado em 22/7/2021 às 00h00
ver comentários
Publicidade

Mais um jogaço do líder Náutico no Brasileirão Série B! Jogando no Estádio dos Aflitos, em Recife, o Timbu recebeu o Brasil de Pelotas, nesta quarta-feira, 21, pela 13ª rodada. Assim, apesar de sair atrás do placar, os pernambucanos contaram com noite inspirada de Jean, vencendo por 2 a 1.

Agora, o Náutico volta a campo no final de semana. Assim, no sábado, 24, a equipe enfrenta o Brusque, que briga pelo topo da tabela. Enquanto isso, o Brasil de Pelotas, que busca fugir da zona de rebaixamento, encara o Avaí, no domingo, 25.

COMEÇO ARRASADOR!

Após uma tentativa do Náutico no início do duelo, o Brasil de Pelotas conseguiu abrir o placar no primeiro minuto do jogo. Após belo lançamento, a zaga e o goleiro do Timbu se atrapalharam, e a bola sobrou para Netto, que mandou para o meio. Ramon chegou e jogou para o fundo das redes.

TIMBU PRESSIONA!

A resposta, porém, não tardou. Em grande nível e com muita pressão, o Náutico empatou aos 9. Vinicius cruzou para Jean Carlos, que, de dentro da área, finalizou perfeitamente no canto esquerdo do goleiro xavante.

GRANDE PRESSÃO!

O Timbu seguiu em grande nível, pressionando os gaúchos a todo momento. Dessa forma, em um ataque promissor, Bryan cruzou de fora da área, com grande perigo ao goleiro Matheus Nascimento.

JEAN CARLOS, O NOME DO JOGO!

Um dos principais nomes do Náutico na temporada, Jean Carlos teve outra boa oportunidade aos 26. O meia finalizou com força para defesa do goleiro xavante. Cinco minutos depois, a virada chegou. Em cobrança de falta, Jean cobrou direto no ângulo de Matheus Nascimento, que se esticou, mas não alcançou.

CORRENDO ATRÁS…

Aos 33, o Brasil de Pelotas conseguiu mostrar um sinal de recuperação. Dessa forma, Alex Alves acabou não saindo, e Ramon cabeceou com muito perigo, quase empatando. No final da primeira etapa, Netto ficou com a sobra, após cruzamento. O atacante, de dentro da área, finalizou para fora.

JEAN E NOVAS TENTATIVAS

Na volta do intervalo, os times seguiram em grande nível. Assim, Jean Carlos, que se tornou vice-artilheiro, teve a primeira chance real de perigo do Timbu na segunda etapa. Em cobrança de falta, o camisa 10 mandou uma bomba, obrigando a defesa do goleiro do Brasil de Pelotas. Aos 13, o meia apareceu novamente. Dessa vez, foi em cobrança de escanteio fechado, que Matheus Nascimento afastou com um soco.

MUDANÇAS E BAIXA PRODUTIVIDADE

Se a primeira etapa foi muito movimentada, o segundo tempo foi marcado por mudanças e poucas chances efetivas. Assim, os times pouco criaram, mas o Brasil de Pelotas conseguiu aumentar a sua marcação, dificultando as chegadas de perigo do Náutico.

RETA FINAL DE EMOÇÕES

Nos minutos finais, o Timbu ainda apareceu com Matheus Carvalho, que girou bem, dentro da grande área. Contudo, ao finalizar, foi barrado por Leandro Carvalho. Breno, na sequência, finalizou cruzado com muito perigo, quase ampliando o marcador.

EXPULSÃO

No final da partida, Lucas Paraíba recebeu o seu segundo amarelo. Assim, acabou indo para o vestiário mais cedo, mas viu o Timbu chegando aos seus 13 jogos de invencibilidade.

FICHA TÉCNICA

Náutico 2 x 1 Brasil de Pelotas

Local: Aflitos, em Recife (PE)

Data/Horário: 21 de julho de 2021 (quarta-feira), às 21h30

Árbitro: Salim Fende Chavez

Assistentes: Daniel Luís Marques e Daniel Paulo Ziolli

Cartões amarelos: Lucas Paraíba (Náutico); Leandro Camilo (Brasil de Pelotas)

Cartão vermelho: Lucas Paraíba (Náutico)

Gols: Ramon (1'/1ºT) (0-1); Jean Carlos (9'/1'T) (1-1) e (30'/1ºT) (2-1)

Náutico: Alex Alves; Bryan, Camutanga, Carlão e Rafinha (Breno, 35'/2T); Djavan (Lucas Paraíba, 24'/2T), Rhaldney (Luiz Henrique, 2'/2ºT) e Jean Carlos (Matheus Carvalho, 35'/2T); Vinicius, Kieza e Marciel (Giovanny, 24'/2T). Técnico: Hélio dos Anjos.

Brasil de Pelotas: Matheus Nogueira; Vidal, Leandro Camilo, Ícaro e Kevin; Alan Dias, Rômulo (Wesley, 21'/2T), Denilson (Lucas Santos, 34'/2T) e Gabriel Terra (Renatinho, 34'/2T); Netto (Jarro Pedroso, 21'/2T) e Ramon (Fabrício, 21'/2T). Técnico: Cláudio Tencati.

Náutico venceu o Brasil de Pelotas nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)
Náutico venceu o Brasil de Pelotas nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!
Lance!
Publicidade
Publicidade