PUBLICIDADE

Desde saída de Pablo Marí, Fla jogou com 15 zagas diferentes

Setor é o único que deixa torcedores apreensivos

28 abr 2021 14h26
ver comentários
Publicidade

Rodrigo Caio e Pablo Marí formaram uma dupla de ouro na defesa do Flamengo na campanha do Brasileiro e da Libertadores de 2019. Mas o espanhol trocou o clube pelo Arsenal, da Inglaterra, em janeiro de 2020 e, desde então a zaga do Rubro-Negro passou a ser um problema difícil de resolver, um quebra-cabeça para o treinador.

Pablo Marí esteve na seleção do Brasileirão de 2019
Pablo Marí esteve na seleção do Brasileirão de 2019
Foto: Divulgação / Estadão Conteúdo

Sem Marí, em 15 meses, o Flamengo escalou 15 zagas diferentes em 74 jogos – 18 deles com Jorge Jesus (a partir da saída do zagueiro), 26 com Domènec Torrent e 30 sob o comando de Rogério Ceni. Isso explica, em parte, o desequilíbrio do setor, o único criticado pela torcida flamenguista.

Não se pode dizer que essa deficiência se deu por falta de Investimento. Léo Pereira e Gustavo Henrique se destacaram na temporada de 2019 e chegaram à Gávea com status de grandes contratações.

Há um empate entre duplas que mais atuaram nesse período: Rodrigo Caio e Gustavo Henrique; e Rodrigo Caio e Léo Pereira, ambas 13 vezes. Para aquelas duas posições, já foram escalados dez jogadores, quase um time inteiro de futebol, desde o início do ano passado - Rodrigo Caio, Gustavo Henrique, Léo Pereira, Thuler, Natan, Noga, Otávio, Matheus Dantas, Willian Arão e Bruno Viana.

Confira quem atuou ao lado de quem na zaga rubro-negra a partir da despedida de Pablo Marí – não consta a escalação dos seis jogos iniciais do Carioca de 2021, nos quais o Flamengo levou a campo um time alternativo:

Rodrigo Caio e Gustavo Henrique – 13 vezes

Rodrigo Caio e Léo Pereira – 13

Gustavo Henrique e Léo Pereira – 12

Gustavo Henrique e Willian Arão - 7

Gustavo Henrique e Natan – 6

Léo Pereira e Thuler - 6

Rodrigo Caio e Natan – 4

Rodrigo Caio e Willian Arão – 4

Bruno Viana e Willian Arão – 2

Natan e Noga - 2

Gustavo Henrique e Bruno Viana – 1

Léo Pereira e Noga – 1

Gustavo Henrique e Thuler – 1

Thuler e Matheus Dantas – 1

Natan e Otávio - 1

Papo de Arena
Publicidade
Publicidade