0

Botafogo vence e sai em vantagem na Sul-Americana

6 fev 2019
23h46
atualizado às 23h58
  • separator
  • comentários

Com um gol marcado por Erik, nos acréscimos, o Botafogo derrotou o Defensa Y Justicia, da Argentina, por 1 a 0, em partida disputada  na noite desta quarta-feira, no estádio Nilton Santos, na estreia das duas equipes na Copa Sul-Americana.

O espetáculo foi muito prejudicado pela chuva forte que desabou na cidade do Rio de Janeiro. O gramado pesado impediu, principalmente, no primeiro tempo, que brasileiros e argentinos conseguissem apresentar um bom futebol. No segundo tempo, as condições melhoraram e o Botafogo conseguiu a vitória no final da partida. Com o resultado, o Alvinegro terá a vantagem do empate, no jogo na Argentina, para se classificar.

Erik, do Botafogo, comemora o seu gol em partida contra o Defensa y Justicia, válida pela Copa Sul- Americana, no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, 06.
Erik, do Botafogo, comemora o seu gol em partida contra o Defensa y Justicia, válida pela Copa Sul- Americana, no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, 06.
Foto: MARCELO DE JESUS/RAW IMAGE / Estadão

O resultado fez justiça ao espírito de luta demonstrado pelo Botafogo que enfrentou as condições adversas do gramado para pressionar o adversário em busca da vitória.

O atacante Kieza desperdiçou algumas oportunidades claras de gol e acabou deixando o campo vaiado, mas a luta do time alvinegro acabou sendo premiada com o belo gol de Erik, quando a torcida já não acreditava mais na vitória.

O Jogo - A partida começou sob chuva forte que dificultava as ações das duas equipes. Sem poder trocar passes, os jogadores apelavam para os chutões para tentar chegar ao ataque. O Botafogo era um pouco mais agressivo e, aos nove minutos, Rodrigo Pimpão tentou achar Kieza na área, mas o lançamento encobriu o atacante alvinegro.

Botafogo x Defensa y Justicia disputado nesta quarta-feira (06/02) às 21h30, no Estádio Nilton Santos, válido pela primeira fase da Copa Sul-Americana, no Rio de Janeiro, RJ.
Botafogo x Defensa y Justicia disputado nesta quarta-feira (06/02) às 21h30, no Estádio Nilton Santos, válido pela primeira fase da Copa Sul-Americana, no Rio de Janeiro, RJ.
Foto: CELSO PUPO/FOTOARENA / Estadão

O Defensa só chegou na área botafoguense aos 13 minutos em chute de Aliseda que desviou na zaga e saiu para escanteio.

Pimpão era a melhor opção ofensiva do time dirigido por Zé Ricardo. Muito acionado, o jogador sempre levava vantagem sobre seus marcadores, mas seus cruzamentos não eram aproveitados pelos companheiros.

A partida continuou truncada, principalmente por causa do gramado pesado que impedia que a bola rolasse normalmente. O Botafogo tentava chutar de longe como aconteceu com Alex Santana, aos 28 minutos, mas a bola encobriu o travessão defendido por Unsain.Logo depois, o goleiro argentino fez grande defesa ao desviar para escanteio um chute de Marcinho.

Aos 37 minutos, Kieza atrapalhou mais um ataque do Botafogo ao tirar a bola de Luiz Fernando que estava bem colocado na área e tentava finalizar o lançamento de Erik.

O Defensa seguia na sua postura inicial, mantendo apenas um atacante na frente e tentando bloquear as investidas da equipe de General Severiano. Ao final do primeiro tempo, a torcida do Botafogo aplaudiu o desempenho da equipe, hostilizando apenas o atacante Kieza pelas oportunidades desperdiçadas.

Marcinho, do Botafogo, em partida contra o Defensa y Justicia, válida pela Copa Sul- Americana, no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, 06.
Marcinho, do Botafogo, em partida contra o Defensa y Justicia, válida pela Copa Sul- Americana, no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, 06.
Foto: MAGALHÃES JR./PHOTOPRESS / Estadão

A segunda etapa começou com o mesmo panorama do início. Muita marcação e pouca criatividade. A chuva deu uma trégua e o Botafogo tentava aproveitar a melhoria das condições do gramado para imprimir um ritmo mais veloz às suas ações, mas a marcação da equipe argentina continuava firme e permitindo poucas chances aos atacantes alvinegros.

Aos 12 minutos, Alex Santana arriscou da entrada da área, mas a bola subiu demais. Depois dos 20 minutos, o Defensa y Justicia passou a sair mais para o jogo, tentando envolver o adversário com toques, mas o Botafogo se defendia com eficiência.

Aos 23 minutos, Pimpão desarmou um adversário e cruzou para Kieza que tentou o chute para o gol, mas foi bloqueado pela zaga portenha. A resposta da equipe visitante foi fulminante. Fernández se livrou de Jean e mandou a bomba, mas Gatito Fernândez fez grande defesa, evitando o primeiro gol do time argentino.

Aos 30 minutos, o técnico Zé Ricardo foi hostilizado pela torcida com gritos de "burro" quando chamou o volante Gustavo Bochecha para entrar na equipe no lugar de Luiz Fernando. Quem também saiu vaiado foi o atacante Kieza que deixou o time para a entrada de Leandro Carvalho

Gustavo Ferrareis entrou na vaga de Rodrigo Pimpão e,na primeira jogada, bateu para o gol e a bola foi desviada por  Júlio González. A torcida pediu pênalti porque a bola teria batido no braço do zagueiro, mas o árbitro nada viu de irregular na jogada.

Aos 48 minutos, o Botafogo marcou o gol da vitória. Lançado por Ferrareis, Erik driblou seu marcador e tocou com grande categoria para definir o resultado da partida.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO-BRA 1 X 0 DEFENSA Y JUSTICIA-ARG
 
Local: estádio NIlton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 6 de fevereiro de 2019, quarta-feira
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Miguel Nevas (URU) e Horacio Ferrero (URU)
Cartão Amarelo: Marcinho, Luiz Fernando, Joel Carli(Bota); Barboza e Lisandro Martinez(Def)
Gols:
BOTAFOGO: Erik, aos 48 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Jonathan; Jean, Alex Santana e Luiz Fernando(Gustavo Bochecha); Erik, Kieza(Leandro Carvalho) e Rodrigo Pimpão(Gustavo Ferrareis)
Técnico: Zé Ricardo
 
DEFENSA Y JUSTICIA: Unsain, Julio González, Barboza, Bareiro e Delgado; Blanco(Lisandro Martinez), Miranda, Rius e  Alexis Castro(Matias Rojas); Fernández(Fernando Marquez) e Aliseda
Técnico: Sebátian Beccacece
 
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade