PUBLICIDADE

Copa Feminina

Técnico dos Estados Unidos deixa comando da seleção após campanha decepcionante na Copa

Pia Sundhage e Sarina Wiegman são cotadas como sucessoras do macedônio

18 ago 2023 - 10h44
(atualizado em 21/8/2023 às 20h38)
Compartilhar
Exibir comentários
Vlatko Andonoviski assumiu a seleção norte-americana após conquista do tetracampeonato mundial, em 2019
Vlatko Andonoviski assumiu a seleção norte-americana após conquista do tetracampeonato mundial, em 2019
Foto: FIFA via Getty Images

A Federação de Futebol dos EUA anunciou na quinta-feira 17, a saída do técnico Vlatko Andonoviski, depois da eliminação precoce nas oitavas de final da Copa do Mundo Feminina.

Eliminada nos pênaltis para a Suécia, a tetracampeã mundial nunca havia caído tão cedo em um torneio mundial, e apesar de passar por entressafra, era considerada uma das favoritas ao título.

Por meio de nota, a US Soccer Federation comunicou a saída de Andonoviski, que estava no cargo desde 2019. “Vlatko trabalhou incansavelmente para esta equipe e tem sido uma líder forte e positiva para o nosso programa feminino. Somos gratos por tudo o que ele contribuiu para o futebol americano e sabemos que ele tem um futuro brilhante no esporte”, falou Matt Crocker, diretor esportivo.

Twila Kligore, auxiliar técnica de Vlatko foi promovida, e vai assumir o comando da seleção interinamente. Ela se tornou a primeira mulher nascida nos Estados Unidos a conquistar uma licença profissional da federação, em 2021. A entidade nacional trabalha na escolha do profissional que vai assumir a seleção, e nomes como o da sueca Pia Sundhage e da holandesa Sarina Wiegman aparecem como opções.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade