4 eventos ao vivo

Pizzi lamenta eliminação saudita, mas vê evolução contra o Uruguai

20 jun 2018
17h33
atualizado às 17h42
  • separator
  • 0
  • comentários

Com derrotas diante de Rússia e Uruguai, a Arábia Saudita acabou eliminada da Copa do Mundo da Rússia de maneira antecipada. Após o revés diante da seleção sul-americana, sofrido na tarde desta quarta-feira, o técnico Juan Antonio Pizzi lamentou a situação em Rostov, mas sentiu evolução em relação ao primeiro jogo.

Com os mesmos seis pontos ganhos, Rússia e Uruguai já têm vagas garantidas nas oitavas de final. Pela última rodada da fase classificatória, às 11 horas (de Brasília) de segunda-feira, Arábia Saudita e Egito entram em campo apenas para cumprir tabela, em Volgogrado.

"Lamentavelmente, vamos jogar a terceira partida sem qualquer possibilidade, mas sabendo que representamos nosso país e que o orgulho da Arábia Saudita será refletido com nosso esforço e energia em campo, por mais que já estejamos fora da competição", disse Pizzi.

No jogo que abriu a Copa do Mundo, a Arábia Saudita foi dominada pela Rússia e não conseguiu nem sequer esboçar alguma reação durante a goleada por 5 a 0. Diante do Uruguai, apesar do novo revés, o time melhorou significativamente, de acordo com o técnico Pizzi.

"A diferença é abissal. Acho que a única forma de competir em um Mundial, contra esse tipo de seleção é com esse nível de jogo. Mesmo assim, não foi suficiente para conseguirmos um bom resultado, mas é a única forma de competir. No primeiro jogo, não tivemos esse nível competitivo", analisou, destacando a maior posse de bola saudita.

"Impusemos um pouco do que pretendemos em termos de posse e circulação. Sofremos um gol em uma jogada fortuita e depois não tivemos as armas nem as ferramentas para igualar o marcador", reconheceu o experiente técnico nascido na Argentina.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade