PUBLICIDADE

Com ouro, prata e bronze, Brasil brilha no primeiro dia das finais da Copa do Mundo de ginástica

25 jun 2021 23h32
| atualizado às 23h32
ver comentários
Publicidade

O Brasil se destacou no primeiro dia das finais da Copa do Mundo de ginástica por aparelhos, em Doha, com direito a três pódios. Nesta sexta-feira, Rebeca Andrade foi campeã nas barras assimétricas, enquanto Lorrane Oliveira levou o bronze. Já nas argolas, Arthur Zanetti ficou com a prata.

Classificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio, Rebeca Andrade confirmou que está bem preparada para o torneio ao alcançar a nota 14.500, em uma apresentação de 6.1 de dificuldade e execução de 8.4. Lorrane Oliveira foi bronze com 13.400. A medalha de prata ficou com a ucraniana Anastasiia Bachynska, que somou 13.433.

Nas argolas, Arthur Zanetti enfrentou os principais rivais e ficou com o segundo lugar. Campeão olímpico em 2012 e vice em 2016, o brasileiro teve 14.933 de nota. O grego Eleftherios Petrounias, atual campeão olímpico, venceu a prova, com 15.500.

Caio Souza, generalista do Brasil, tem o individual geral como destaque, mas não fez feio nas argolas, ficando em quinto lugar com 14.566 de nota.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade