PUBLICIDADE

México vence e França se aproxima de novo vexame em Copa

17 jun 2010 17h20
| atualizado às 21h05
Publicidade

Em mais uma apresentação pobre, exibindo um futebol sem ideias no ataque, a França foi derrotada por 2 a 0 para o México, nesta quinta-feira, em Polokwane, e ficou em situação complicadíssima no Grupo A da Copa do Mundo. Henández e Blanco, de pênalti, fizeram os gols da vitória. O técnico francês Raymond Domenech manteve Henry no banco e barrou o meia Gourcuff, deixando a equipe sem inspiração nenhuma na frente. Os franceses ainda não marcaram gols no Mundial.

» Veja fotos de França x México
» Dê a sua nota para os jogadores de França x México

Com a derrota, a seleção europeia tem um ponto ganho após duas rodadas e está na terceira posição da chave, superando a África do Sul no saldo de gols. O líder Uruguai e o segundo colocado México, com quatro pontos cada, se enfrentam na rodada decisiva, sendo que um empate classifica os dois. Resta à França vencer a África do Sul e torcer por um resultado favorável, para não repetir o vexame de 2002, quando foi eliminada na primeira fase.

Logo aos 2min, de jogo, o México botou uma bola na trave. Giovani dos Santos escapou pela esquerda e bateu cruzado, acertando o poste, mas o lance já estava invalidado por impedimento. Cinco minutos depois, foi a vez de Vela aparecer livre, de novo nas costas do lateral direito Sagna, mas a finalização saiu muito ruim, por cima do gol.

Com o zagueiro Rafa Márquez deslocado para a função de volante, os mexicanos freavam os ataques franceses pelo meio e ameaçavam no contragolpe. Aos 11min, Franco recebeu bom lançamento de Salcido, limpou a marcação na entrada da área e bateu para fora. Com Gourcuff barrado para a entrada de Malouda aberto pela esquerda, a França dependia só de Ribéry para criar jogadas.

O México invertia rapidamente a bola de um lado para o outro, pegando sempre a defesa adversária aberta. Aos 18min, Salcido recebeu livre na esquerda e chutou de fora da área, levando perigo ao goleiro Lloris. Com 26min, de novo Salcido escapou pela esquerda em jogada individual, invadiu a área e chutou de bico, mas o camisa 1 francês fez a defesa.

Com problemas musculares, Vela teve que ser substituído por Barrera ainda no primeiro tempo - que terminou sem gols, mas com domínio mexicano. Com Ribéry na função de armador e os pontas afunilando o jogo, a França não ameaçou o goleiro Óscar Pérez em nenhum momento.

Domenech voltou do intervalo com Gignac no lugar de Anelka no ataque, mantendo Thierry Henry no banco. Malouda e Govou continuaram caindo pelo meio em vez de alargar as jogadas, mas a França finalmente chegou com perigo aos 8min. Após tabela entre Evra e Gignac pela esquerda, a bola sobrou para Malouda, que soltou a bomba de fora da área, mas mandou por cima.

O México se postava melhor em campo, mas, assim como na estreia diante da África do Sul, tinha dificuldade para chegar. Aos 17min, Rafa Márquez soltou a bomba de longe, mas Lloris encaixou. No minuto seguinte, finalmente o gol. Márquez deu lançamento primoroso para Hernández, a defesa francesa ficou parada e o jovem atacante teve tempo para driblar o goleiro e tocar para as redes.

A França se lançou para o ataque, mas continuou muito desorganizada, esbarrando na defesa mexicana. Até que, aos 32min, veio o golpe de misericórdia: Barrera escapou pela direita e caiu após carrinho de Abidal. O árbitro marcou pênalti e o veterano Blanco converteu a cobrança com categoria, ampliando o marcador.

FICHA TÉCNICA

França 0 x 2 México

Gols
México: Hernández, aos 18min, e Blanco, aos 32min do 2º tempo

Ponto Forte da França
Apoio do lateral esquerdo Evra, que tentou fazer o time atacar mais pelos lados

Ponto Forte do México
Manteve a estrutura do time durante todo o jogo, marcou bem pelo meio e usou bem o contra-ataque

Ponto Fraco da França
Foi muito desorganizada ao subir para o ataque, com Ribéry perdido na função de armação e os pontas afunilando o jogo pelo meio

Ponto Fraco do México
Errou muitos chutes, apesar das chances criadas; falta um finalizador ao time

Personagem do jogo
Hernández, que entrou bem e teve tranquilidade para abrir o placar

Lance polêmico
Pênalti de Abidal em Barrera que originou o segundo gol mexicano

Esquema Tático da França
4-2-3-1
Lloris; Sagna, Gallas, Abidal e Evra; Toulalan e Diaby; Govou (Valbuena), Ribéry e Malouda; Anelka (Gignac). Técnico: Raymond Domenech

Esquema Tático do México
3-4-3
Pérez; Osorio, Moreno e Francisco Rodríguez; Juárez (Hernández), Rafa Márquez, Torrado e Salcido; Vela (Barrera), Franco (Blanco) e Giovani dos Santos. Técnico: Javier Aguirre

Cartões amarelos
França: Toulalan e Abidal
México: Franco, Juárez, Moreno e Rodríguez

Árbitro
Khalil Al Ghamdi (SAU)

Local
Peter Mokaba Stadium, Polokwane

México 2 x 0 França: Veja animação dos gols em 3D:
Fonte: Terra
Publicidade