0

Tite convoca cada vez menos jogadores que atuam no Brasil

13 mar 2018
12h33
  • separator
  • comentários

A última convocação da Seleção Brasileira, na manhã dessa segunda-feira (12) reforçou uma constatação. Cada vez mais, o técnico Tite recorre a jogadores de centros periféricos do futebol e abre mão dos que atuam no País. Desta vez, são quatro nomes relacionados da China, Ucrânia e Turquia contra apenas três de times brasileiros.

Tite convocou nessa segunda-feira 25 jogadores para os amistosos contra Rússia e Alemanha, os dois últimos jogos antes da convocação final para a Copa do Mundo.
Tite convocou nessa segunda-feira 25 jogadores para os amistosos contra Rússia e Alemanha, os dois últimos jogos antes da convocação final para a Copa do Mundo.
Foto: Pedro Martins/MowaPress

A presença de Geromel (Grêmio), Fagner (Corinthians) e Rodrigo Caio (São Paulo) na lista para os amistosos do fim de março contra Alemanha e Rússia são pontuais. Os três buscam uma vaga entre os reservas para fechar o grupo do Mundial.

Por outro lado, Renato Augusto, que joga na China, já desponta há meses como titular da equipe e estará à disposição de Tite nos dois jogos. Também integram a lista dois jogadores do futebol ucraniano, Fred e Taison, e um que sobressai atualmente na Turquia, Anderson Talisca,

Logo em sua primeira convocação como técnico da Seleção, em agosto de 2016, Tite chamou oito atletas em atividade no Brasil, entre os quais Gabriel Jesus, então no Palmeiras e hoje no Manchester City. Aos poucos, esses ‘nacionais’ foram perdendo espaço na equipe.

Nas outras duas convocações de 2016, relacionou cinco jogadores de casa em cada uma delas. Para as partidas oficiais de 2017, esse número foi caindo até chegar aos três atuais. Na última lista do ano passado, visando a amistosos contra Inglaterra e Japão, também só havia três de clubes brasileiros – Diego (Fla), Diego Souza (então no Sport) e Cássio (Corinthians).

Pela seleção de Tite, em 20 meses de trabalho, já passaram, por exemplo, quatro goleiros que disputaram as últimas edições do Campeonato Brasileiro – além de Cássio, Weverton (ex-Atlético-PR e hoje no Palmeiras), Marcelo Grohe (Grêmio) e Alex Muralha (que trocou o Flamengo recentemente pela China). Nenhum deles foi lembrado agora.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade