6 eventos ao vivo

STF revoga liberdade a acusado de venda ilegal de ingressos

25 nov 2014
21h34
  • separator
  • 0
  • comentários

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou nesta terça-feira a decisão liminar do ministro Marco Aurélio que concedeu liberdade ao diretor da empresa Match, Raymond Whelan, acusado de chefiar esquema de venda ilegal de ingressos para a Copa do Mundo.

<p>Raymond Whelan havia recebido liminar para sair do Brasil</p>
Raymond Whelan havia recebido liminar para sair do Brasil
Foto: Tasso Marcelo / AFP

Mesmo com a decisão, Whelan não vai retornar imediatamente à prisão. Segundo a defesa do diretor, após a decisão do ministro ele foi autorizado a viajar para a Inglaterra, pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A defesa informou que a autorização vale por três meses, mas adiantou que o empresário pretende voltar ao Brasil para se apresentar à Justiça.

Em julho, além do executivo da Match, a Justiça do Rio de Janeiro determinou a prisão de dez acusados de fazer parte do esquema. Segundo o Ministério Público, autor da denúncia, os acusados  respondem pelos crimes de organização criminosa, cambismo, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

 

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade