PUBLICIDADE

Grondona vê Messi desmotivado: “Martino terá de reanimá-lo”

4 set 2014
Publicidade

Filho do ex-presidente da Associação Argentina de Futebol (AFA), Júlio Grondona - que faleceu recentemente -, o presidente do Arsenal de Sarandí, Humberto Grondona, revelou estar preocupado com as condições psicológicas de Lionel Messi. Amigo pessoal do craque, o dirigente disse que a perda da final da Copa do Mundo para a Alemanha, em julho, foi o propulsor da desmotivação do camisa 10.

"Disse a Martino (técnico da Argentina) que sua tarefa mais difícil seria reanimar Messi. Ele vem muito cansado do Mundial pelas muitas críticas que recebeu", disse Grondona à rádio Belgrano.

O dirigente disse que não ficou surpreso com a ausência de Messi no amistoso contra a Alemanha, disputado na última quarta-feira, em Düsseldorf, e vencido por 4 a 2 pelos argentinos.

Oficialmente, o jogador foi cortado do amistoso por causa de uma lesão. O Barcelona divulgou, em comunicado oficial, que o jogador sentiu um incômodo na coxa direita na vitória sobre o Villarreal, no último domingo, pelo Campeonato Espanhol.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade