3 eventos ao vivo

Deschamps dá "patada" após questão sobre Ribéry e Griezmann

30 jun 2014
16h12
atualizado às 17h19
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma substituição aos 17min do segundo tempo ajudou a mudar a história de França x Nigéria. O treinador Didier Deschamps decidiu tirar Olivier Giroud e apostar em Antoine Griezmann para vencer por 2 a 0 e avançar às quartas de final da Copa do Mundo. O duelo foi realizado nesta segunda-feira, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.

<p> Griezmann comemora gol contra em vitória francesa</p>
Griezmann comemora gol contra em vitória francesa
Foto: Dylan Martinez / Reuters

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

A França tinha dificuldades para tocar a bola e armar jogadas. A dupla Giroud e Karim Benzema, este mais aberto pela esquerda, não funcionava como ocorreu na goleada por 5 a 2 sobre a Suíça, ainda pela primeira fase.

Com a entrada de Griezmann, Benzema foi jogar como centroavante e a equipe ficou mais leve, envolvente e conseguiu criar nos 20 minutos finais uma série de oportunidades de gols.

Finalmente o time abriu o placar aos 34 min com Pogba e ampliou nos acréscimos em gol contra de Joseph Yobo, em jogada que contou com participação de Griezmann.

Deschamps, porém, irritou-se com a imprensa ao ser questionado sobre o motivo de não ter optado desde o início pelo jogador da Real Sociedad em vez de Giroud.

“Giroud e Griezmann têm perfis diferentes. Não posso saber se escolhesse o Griezmann desde o início o que iria acontecer. Giroud serviu como ponto de apoio defensivo e em jogadas ofensivas. Podíamos ter começado como terminamos, mas vocês (jornalistas) não têm como saber também. No final deu tudo certo”, disse Deschamps.

Outra irritação de Deschamps aconteceu ao ser questionado pelos europeus se a seleção francesa melhorou com a ausência de Frank Ribéry. O craque do Bayern de Munique foi cortado às vésperas do Mundial por causa de uma lesão.

“É para fazer manchetes? Não é verdade que não sintamos falta dele. O Ribéry continua sendo um jogador de nível elevadíssimo. Mas ele não está disponível e temos outros 23 jogadores que podem nos ajudar. Fiz as alterações de uma maneira que a equipe seguisse competitiva”, desabafou.

Com a vaga nas quartas de final, a seleção campeã mundial de 1998 aguarda o vencedor de entre Alemanha e Argélia, em duelo no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade