6 eventos ao vivo

Botafogo-SP empata com River-PI e é campeão da Série D

14 nov 2015
21h50
atualizado em 15/11/2015 às 08h58
  • separator
  • 0
  • comentários

Com 97 anos de história, o Botafogo-SP conquistou, pela primeira vez, o título da Série D do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado (14), cerca de 40 mil pessoas foram ao estádio Alberto Silva e assistiram ao Pantera empatar em 0 a 0 com o River-PI, na partida de volta da final da competição. Como tinham vencido por 3 a 2 em Ribeirão Preto, os paulistas garantiram a taça inédita.

Título da Série D foi o primeiro conquistado pelo time de Ribeirão Preto em âmbito nacional
Título da Série D foi o primeiro conquistado pelo time de Ribeirão Preto em âmbito nacional
Foto: Reprodução

Siga Terra Futebol no Twitter

Siga Terra Esportes no Twitter

Vice-campeão da Série B em 1998 e da Série C em 1996, o Botafogo-SP se classificou para a fase decisiva da Quarta Divisão como segundo colocado do Grupo 6 e eliminou também, nas etapas finais, Crac, São Caetano e Remo.

O River-PI foi superior no duelo deste sábado e pressionou os paulistas principalmente na reta final da partida. Embora estivesse com um jogador a mais desde os dez minutos do segundo tempo, não caprichou o suficiente nas jogadas para conseguir movimentar o placar. Enquanto isso, a equipe de Ribeirão Preto ficava recuada em seu campo de defesa, uma vez que estava em inferioridade numérica e tinha a vantagem no placar agregado.

O jogo – A primeira boa chance da partida foi criada apenas aos 29 minutos, pelo River-PI. Toty arriscou de longa distância, e a bola viajou por cima do gol de Neneca. O Botafogo-SP respondeu aos 35, quando o volante Thiago Dias evitou chute de Vitinho, que na sequência, fez cruzamento fechado, mas o zagueiro Rafael Araújo mandou para escanteio.

O Galo dominava o jogo, mas não conseguia aproveitar bem a maior posse de bola e apresentava dificuldades para concluir ao gol de Neneca. O Pantera, por sua vez, aproveitava os contra-ataques para tentar ameaçar os adversários.

Na etapa complementar, os donos da casa assustaram aos quatro minutos. Fabinho dominou e chutou forte, mas o arqueiro ficou com a bola de maneira tranquila. A situação ficou mais fácil para os piauienses com 10 jogados, quando o rival César Gaúcho recebeu o segundo cartão amarelo e acabou sendo expulso. Apesar disso, os paulistas assustaram aos 13. Sozinho dentro da pequena área, Canela finalizou para Naylson espalmar.

O River-PI voltou a levar perigo aos 21 minutos. Após cruzamento fechado, Célio Codó cabeceou, mas à direito do gol. O Galo criou outra boa chance com 34 jogados, em chute de Eduardo bem defendido por Neneca. Aos 35, o arqueiro saiu errado, e Rafael Araújo finalizou por cima da meta. Os donos da casa assustaram novamente aos 47. Fabinho fez cruzamento para Edu, e o goleiro Neneca defendeu. O atacante ficou com o rebote, mas mandou para fora, desperdiçando a última oportunidade de garantir o título.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade