PUBLICIDADE

Caíque França brilha, e Ponte Preta fica no empate com o Vila Nova pela Série B

15 set 2023 - 21h05
(atualizado às 23h08)
Compartilhar
Exibir comentários

Com defesas importantes, o goleiro da Ponte Preta, Caíque França, foi o responsável pela igualdade de um 1 a 1 placar no duelo entre Vila Nova e Ponte Preta, pela 28ª rodada da Série B. Juan Christian marcou para o time da casa, no Estádio OBA, em Goiânia, enquanto Eliel fez para os visitantes.

Foto: Beto Correa/Vila Nova / Gazeta Esportiva

O resultado deixa o Vila Nova no G4, na quarta posição, com 46 pontos, apenas um a menos que o Novorizontino, que ainda entra em campo nesta rodada, contra o Caerá, na segunda-feira. Enquanto a Ponte Preta fica com 33, na 14ª posição.

Pela 29ª rodada, o Vila Nova volta a campo na terça-feira, quando enfrenta o Sampaio Corrêa, às 21h30 (de Brasília), no Castelão. Já a Ponte Preta duela com o Mirassol, no Moisés Lucarelli às 19 horas da próxima sexta-feira.

O jogo

Jogando em casa, Vila Nova foi melhor no primeiro tempo e criou boas oportunidades de gol. Aos cinco minutos, Caio Dantas recebeu pela esquerda e finalizou forte, mas Caíque França espalmou para a linha de fundo, salvando a Ponte Preta. Aos 10, foi a vez de Guilherme Parede levar perigo em cabeceio, que parou em mais uma defesa do goleiro ponte-pretano.

Minutos depois, Léo Duarte e Juan Christian também criaram chances claras. A primeira passou perto da trave e a outra obrigou Caíque França a fazer mais umm defesa. O Vila Nova, após a sboas chances criadas, abriu o placar apenas aos 32 minutos. Léo Duarte ajeitou de cabeça para Juan Christian, que chutou cruzado, de dentro da área, e balançou a rede, mandando a bola entre Caíque França e a trave.

A resposta da Ponte Preta foi muito rápida e a Macaca empatou dois minutos depois. Eliel recebeu cruzamento na área, subiu mais que a defesa e cabeceou para o gol de Dênis, que até então, não tinha visto sua meta ser ameaçada. Antes do intervalo, Parede quase fez o segundo do Vila, mas Caíque defendeu.

No segundo tempo, Igor Henrique chegou a colocar os mandantes em vantagem, novamente, mas após revisão do VAR, o lance foi anulado. Aos 21, Eduardo Doma cabeceou com perigo e acertou a trave da Ponte. Caíque França, responsável pela igualdade no placar, defendeu boa oportunidade de Guilherme Parede. Na reta final, o Vila Nova seguiu pressionando. caíque defendeu um chute de longe de Henrique Almeida e o rbeote de Juan Christian, garantindo a igualdade.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Publicidade